Abrir menu principal

Apeadeiro de Moimenta-Alcafache

apeadeiro em Portugal
Moimenta - Alcafache IPcomboio2.jpg
IPestacao.jpg
Linha(s) Linha da Beira Alta (PK 123,870)
Coordenadas 40° 34′ 28,32″ N, 7° 48′ 34,41″ O
Concelho Mangualde
Serviços Ferroviários Logo CP 2.svgBSicon LSTR orange.svgR
Horários em tempo real
Serviços Serviço de táxis
Acesso para pessoas de mobilidade reduzida


Logos IP.png
BSicon CONTfa grey.svg
BSicon BHF grey.svgNelas (Sentido Pampilhosa)
BSicon HST grey.svgMoimenta - Alcafache
BSicon BHF grey.svgMangualde (Sentido Vilar Formoso)
BSicon CONTf grey.svg

O Apeadeiro de Moimenta - Alcafache, originalmente conhecido como Alcafache, é uma interface da Linha da Beira Alta, que serve as localidades de Alcafache e Moimenta de Maceira Dão, no Distrito de Viseu, em Portugal.

CaracterizaçãoEditar

Tem acesso pela Rua da Estação, junto à localidade de Moimenta de Maceira Dão.[1]

 
Horário da Linha da Beira Alta em 1913, onde este apeadeiro aparece apenas como Alcafache.

HistóriaEditar

A Linha da Beira Alta foi aberta à exploração em 1 de Julho de 1882, pela Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses da Beira Alta.[2] Originalmente possuía a categoria de paragem, tendo sido promovido a apeadeiro com a construção de um edifício, durante a direcção de Luís Ferreira da Silva Viana na Companhia da Beira Alta, nos primeiros anos do Século XX.[3] Nos horários de Junho de 1913, surge com a categoria de apeadeiro.[4]

Em 1932, foi aqui instalada uma báscula de 30 toneladas[5], e em 1934, a Companhia da Beira Alta construiu uma vedação no lado esquerdo da via, com cerca de 200 metros de comprimento e duas cancelas de acesso.[6] Em 1939, a linha do cais foi ampliada com mais uma linha de saco, o cais descoberto foi prolongado em 10 metros, e foram substituídos o gabarito de carga e a báscula.[7] Em 1940, Alcafache ficou em vigésimo lugar num concurso dos jardins na Linha da Beira Alta, organizado pela companhia.[8] Nesse ano, a Companhia da Beira Alta fez grandes obras de reparação no edifício.[9]

Em 1946, foi assinada a escritura de transferência da Linha da Beira Alta para a Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses, que começou a explorar a linha em 1 de Janeiro de 1947.[10]

Desastre Ferroviário de Moimenta-AlcafacheEditar

Em 11 de Setembro de 1985, dois comboios colidiram junto a Alcafache, provocando mais de 120 mortos.[11]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Moimenta Alcafache - Linha da Beira Alta». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 1 de Julho de 2015 
  2. TORRES, Carlos Manitto (16 de Março de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 71 (1686). p. 133-140. Consultado em 3 de Março de 2015 
  3. MAIO, Guerra (1 de Junho de 1959). «Um ilustre ferroviário: Luís Ferreira da Silva Viana» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 72 (1715). p. 224. Consultado em 3 de Março de 2015 
  4. «Beira Alta - Figueira, Pampilhosa, Santa Comba, Guarda, Villar Formoso». Guia Official dos Caminhos de Ferro de Portugal. Ano 39 (168). Outubro de 1913. p. 94. Consultado em 14 de Outubro de 2014 
  5. «O que se fez nos Caminhos de Ferro em Portugal no Ano de 1932» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 46 (1081). 1 de Janeiro de 1932. p. 10-14. Consultado em 3 de Março de 2015 
  6. «O que se fez nos caminhos de ferro em Portugal, em 1934» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 47 (1129). 1 de Janeiro de 1935. p. 27-29. Consultado em 3 de Março de 2015 
  7. «O que se fez em caminhos de ferro no ano de 1939» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 52 (1249). 1 de Janeiro de 1940. p. 35-40. Consultado em 3 de Março de 2015 
  8. C. A. (1 de Setembro de 1940). «Caminhos de Ferro da Beira Alta» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 52 (1265). p. 591-592. Consultado em 3 de Março de 2015 
  9. «O que se fez em Caminhos de Ferro no ano de 1940» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 53 (1274). 16 de Janeiro de 1941. p. 83-88. Consultado em 29 de Dezembro de 2018 
  10. REIS et al, 2006:62-63
  11. WILLIAMS, 1990:10

BibliografiaEditar

  • REIS, Francisco; GOMES, Rosa; GOMES, Gilberto; et al. (2006). Os Caminhos de Ferro Portugueses 1856-2006. Lisboa: CP - Comboios de Portugal e Público - Comunicação Social S. A. 238 páginas. ISBN 989-619-078-X 
  • WILLIAMS, Neville (1990). Cronologia Enciclopédica do Mundo Moderno: 1985 / 1989. Col: Cronologia Enciclopédica do Mundo Moderno. Volume 9 de 9. Lisboa: Círculo de Leitores, Lda. 106 páginas. ISBN 972-42-0121-X. 

Ligações externasEditar