Abrir menu principal
Artur Anselmo
Nome completo Artur Anselmo de Oliveira Soares
Nascimento 27 de abril de 1940 (79 anos)
Valadares
Nacionalidade Portugal Português
Ocupação Filólogo, investigador e professor

Artur Anselmo de Oliveira Soares (Valadares, Monção, 27 de abril de 1940) é um filólogo, investigador e professor português.

Nascido no Alto Minho de família originária da Galiza, Artur Anselmo é licenciado em Filologia Românica e doutorado em Estudos Portugueses[1]. Na Universidade Nova de Lisboa lecionou Língua, Literatura e Cultura Portuguesa, assim como Cultura Clássica, Semiologia e História do Livro: tem também sido professor visitante em universidades da Europa e do Brasil[2].

Comentador de política internacional na RTP durante o Estado Novo, notabiliza-se como defensor das ideias do regime[3], afirmando "que o generalíssimo Franco era um presidente ponderado"[4] e alcunhando a ONU de "Torre-de-Babel-à-beira-do-Hudson" por condenar a política colonial portuguesa[5]. Admirador de Salazar, considerou que a liberdade a 25 de Abril não compensou o traumatismo da descolonização[6].

Após o exílio político no Brasil regressa a Portugal como Professor da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. É sócio-correspondente da Academia Portuguesa da História e sócio-efetivo da Academia das Ciências de Lisboa. Nesta última instituição ocupou a presidência da Academia em 2014 e entre 2016 e 2018. Foi Presidente da respectiva Classe de Letras até 2018 e Presidente do Instituto de Lexicologia e Lexicografia da Língua Portuguesa.

Crítico público do AO90, apresentou Sugestões para o aperfeiçoamento do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa na Comissão Parlamentar de Cultura da Assembleia da República a 7 de Fevereiro de 2017, argumentando que a ACL não havia sido consultada sobre o Acordo, o que se revelou falso. A nova versão foi considerada por Malaca Casteleiro "uma revisão atabalhoada, linguisticamente mal fundamentada e inoportuna, numa verdadeira afronta à memória da própria Academia".

Referências

  1. Lista de Pessoal Docente ao abrigo do Decreto-Lei n.º 15/96, de 6 de Março[ligação inativa]
  2. «Currículo Prof. Doutor Artur Anselmo de Oliveira Soares» (PDF). Consultado em 13 de julho de 2009. Arquivado do original (PDF) em 20 de março de 2013 
  3. «Do 2º Programa à Lua e ao "zip Zip"» 
  4. Anselmo, Artur (1970). Ponto Internacional. Lisboa: Verbo. 12 páginas 
  5. Anselmo, Artur (26 de novembro de 1970). «Descolonização». Observador: p. 8 
  6. «Artur Anselmo: 'Os académicos nunca perdem as estribeiras'». Semanario SOL. Consultado em 26 de junho de 2019 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.