Abrir menu principal

Arturo Benedetti Michelangeli

Arturo Benedetti Michelangeli
Nascimento 5 de janeiro de 1920
Bréscia
Morte 12 de junho de 1995 (75 anos)
Lugano
Cidadania Itália, Reino de Itália
Alma mater Conservatório de Milão
Ocupação pianista
Prêmios Concurso internacional de execução musical de Genebra

Arturo Benedetti Michelangeli (Bréscia, 5 de Janeiro de 1920 - Lugano, 12 de junho de 1995) foi um pianista italiano. É tido, em conjunto com Ferruccio Busoni, como um dos grandes pianistas italianos do século XX.

BiografiaEditar

Michelangeli começou a estudar música aos três anos de idade. Quando tinha 10 anos, entrou para o Conservatório de Milão. Aos 18 anos participa em Bruxelas de um concurso de piano pela primeira vez, e obtém o sétimo lugar. Após um ano, alcança o primeiro lugar no Concurso internacional de execução musical de Genebra (piano). Em 1949, foi escolhido como pianista oficial a tocar nos eventos que tiveram lugar em Varsóvia, onde seriam comemorados os 100 anos da morte de Chopin.

Conhecido pelo perfeccionismo, seriedade de estilo e obsessão por um piano impecavelmente regulado e afinado, Michelangeli foi um pianista de muitos recitais cancelados. Suas gravações e DVDs mostram um pouco deste artista inigualável. Destacou-se principalmente como grande intérprete de Debussy e Ravel; e em Beethoven, Chopin, Schumann e Brahms soube igualmente mostrar seu imenso talento.

Michelangeli é também conhecido por ter sido um professor de piano de elevada consideração, tendo como alunos pianistas como Pietro Maranca, Maurizio Pollini e Martha Argerich.

Era conhecido também por sua hipocondria, suas superstições e por passar a noite inteira acordado, estudando seu piano. Seu último recital realizou-se em Hamburgo, em 7 de maio de 1993.

Faleceu em Lugano, depois de uma crise cardíaca.[1]

Referências

  1. Benedetti Michelangeli, Arturo. Dizionario Biografico degli Italiani (2013).

Ligações externasEditar