Abrir menu principal

Ordem Civil de Saboia

Insígnia da Ordem

A Ordem Civil de Saboia foi criada como uma Ordem de Cavalaria em 1831 pelo rei Carlos Alberto da Sardenha, Duque de Saboia,[1] criada para recompensar os méritos e virtudes que não estivessem incluídos na Ordem Militar de Saboia, criada por Vítor Emanuel I da Sardenha em 1815. A Ordem tinha apenas a classe de Cavaleiro (Cavalieri dell'Ordine civile di Savoia), e estava limitada, inicialmente a 40 membros, sendo posteriormente alargada a 70.[2] O fons honorum era o chefe da Casa de Saboia.

A Ordem civil continuou após a unificação de Itália em 1861, sendo extinta por lei desde a fundação da república em 1946. Umberto II, no entanto, não abdicou da sua posição como fons honorum, e o Grão-mestre da Ordem é o chefe da ex-Casa Real. Embora o uso de condecorações anteriores a 1951 seja permitido em Itália, já não têm qualquer direito de precedência em cerimónias oficiais. Por outro lado, a ordem militar ressurgiu como Ordem Militar de Itália e continua a ser uma ordem nacional.[3]

InsígniaEditar

A medalha consistia numa cruz de ouro em azul-esmalte, um disco de fundo branco com a inscrição Al Merito Civile—1831; as letras C.A. no verso foram substituídas por V.E. após a morte de Carlos Alberto em 1849.

Barra
Cavaleiro

ConversãoEditar

Em Genebra em 1988, a Ordem Civil de Savoia e a Ordem da Coroa de Itália foram convertidas na Ordem do Mérito de Saboia, com os seguintes cinco graus:

  • Cavaleiro de Grã-Cruz (número limite de 100)
  • Grande-Oficial (número limite de 150)
  • Comendador (número limite de 100)
  • Oficial
  • Cavaleiro

As mulheres apenas dispõem de três graus:

  • Dama de Grã-Cruz (número limite de 100)
  • Dama Comendadora (número limite de 300)
  • Dama

A Ordem também tem duas classes não pertencentes à Ordem:

  • Cruz de Ouro
  • Cruz de Prata

Ver tambémEditar

Referências

  1. Criação por Patente Real de 29 de Outubro de 1831
  2. «Ordens de Cavalaria do Reino de Itália». Consultado em 11 de maio de 2019. Arquivado do original em 20 de janeiro de 2010 
  3. Decreto-lei do Chefe de Estado nº15 de 2 de Junho de 1947, alterado pela Lei nº199 de 27 de Março de 1952

Ligações externasEditar