Assassinato de Abraham Lincoln

Em 14 de abril de 1865, Abraham Lincoln, o 16.º Presidente dos Estados Unidos, foi assassinado pelo conhecido ator teatral John Wilkes Booth, enquanto assistia a peça Nosso primo americano (Our American cousin) no Teatro Ford em Washington, D.C. Baleado na cabeça durante a peça,[1] Lincoln morreu no dia seguinte às 7:22, na Petersen House em frente ao teatro.[2] Ele foi o primeiro presidente estadunidense a ser assassinado;[3] seu funeral e enterro marcaram um longo período de luto nacional.

Assassinato de Abraham Lincoln
Local Teatro Ford, Washington, DC , EUA
Data 14 de abril de 1865 (157 anos)
Tipo de ataque Assassinato político, tiroteio e esfaqueamento
Alvo(s) Abraham Lincoln
Andrew Johnson
William H. Seward
Mortes Abraham Lincoln
Feridos John Wilkes Booth (perpetrador)
Henry Rathbone
Joseph "Peanuts" Burroughs
William H. Seward
Frederick Seward
Augustus Seward
Fanny Seward
George F. Robinson
Emerick Hansell
Responsável(is) John Wilkes Booth e co-conspiradores
Motivo Vingança para os Estados Confederados

Ocorrendo perto do final da Guerra Civil Americana, o assassinato de Lincoln foi parte de uma maior conspiração planejada por Booth para reviver a causa confederada, eliminando os três oficiais mais importantes do governo dos Estados Unidos. Os conspiradores Lewis Powell e David Herold foram designados para matar o Secretário de Estado William H. Seward, e George Atzerodt o Vice-Presidente Andrew Johnson. Além da morte de Lincoln, a trama falhou: Seward foi apenas ferido, e o suposto atacante de Johnson ficou bêbado em vez de matar o vice-presidente. Depois de uma fuga inicial dramática, Booth foi morto no clímax de uma perseguição de doze dias. Powell, Herold, Atzerodt e Mary Surratt foram posteriormente enforcados por seus papéis na conspiração.

Referências

  1. Abel, E. Lawrence (2015). A Finger in Lincoln's Brain: What Modern Science Reveals about Lincoln, His Assassination, and Its Aftermath. [S.l.]: ABC-CLIO. p. 63. Forensic evidence clearly indicates Booth could not have fired at point-blank range ... At a distance of three or more feet, the gunshot would not leave any stippling or any other residues on the surface of Lincoln's head ... Dr. Robert Stone, the Lincoln's' family physician, was explicit: "The hair or scalp (on Lincoln's head) was not in the least burn[t]." 
  2. Richard A. R. Fraser, MD (Fevereiro–março de 1995). «How Did Lincoln Die?». American Heritage. 46 (1) 
  3. «Today in History - April 14». Library of Congress, Washington, D.C. 20540 USA. Consultado em 6 de janeiro de 2022 

BibliografiaEditar

  • Arnaud , Achille (1865). Abraham Lincoln; sa naissance, sa vie, sa mort avec un récit de la guerre d'Amérique d'après les documents les plus authentiques (em francês). [S.l.]: Charlieu frères et Huillery (ed.). OCLC 3263019 
  • Bancroft , William Dixon (2008). McKinley, Garfield, Lincoln: Their Lives, Their Deeds, Their Deaths, with a Record of Notable Assassinations and a History of Anarchy (em inglês). [S.l.]: Kessinger Publishing (ed.) 
  • Patience P. Barnes Barnes , James J. (2003). The American Civil War through British eyes : dispatches from British diplomats (em inglês). [S.l.]: Kent State University Press (ed.) 
  • Bingham , John A. (1865). Trial of the Conspirators for the assassination of President Lincoln (em inglês). [S.l.]: Govt. Print. Office (ed.). OCLC 49134480 
  • Booth , John Wilkes (1997). Right or wrong, God judge me: the writings of John Wilkes Booth (em inglês). [S.l.]: University of Illinois PressJohn H. Rhodehamel y Louise Taper (ed.) 
  • Chadwick , Bruce (1999). The two American Presidents: a dual biography of Abraham Lincoln and Jefferson Davis (em inglês). [S.l.]: Carol Pub. Group (ed.) 
  • Goodwin , Doris Kearns (2005). Team of Rivals (em inglês). [S.l.]: Simon & Schuster (ed.) 
  • Chamlee , Roy Z. (1990). Lincoln's assassins: a complete account of their capture, trial, and punishment (em inglês). [S.l.]: McFarland (ed.) 
  • Horigan , Michael (2002). Elmira: death camp of the north (em inglês). [S.l.]: Stackpole Books (ed.) 
  • Kauffman , Michael (2004). American Brutus: John Wilkes Booth and the Lincoln Conspiracies (em ingés). [S.l.]: Random House (ed.) 
  • Philip B. Kunhardt Kunhardt , Dorothy (1965). Twenty days; a narrative in text and pictures of the assassination of Abraham Lincoln (em inglês). [S.l.]: Harper & Row (ed.). OCLC 6655911 
  • Lacroix , Jean-Michel (2007). Histoire des États-Unis (em francês) 2da. ed. [S.l.]: Presses Universitaires de France (ed.) 
  • Lincoln Library ,. Lincoln Memorial (em inglês). [S.l.]: (ed.) 
  • van der Linden , Frank (2007). The dark intrigue: the true story of a Civil War conspiracy (em inglês). [S.l.]: Fulcrum Pub. (ed.) 
  • Linder , Douglas (2002). Trial of the Lincoln Assassination Conspirators 1865 (em inglês). [S.l.]: University of Missouri–Kansas City Press (ed.) 
  • Mosby , John Singleton '; et al. (2007). Take sides with the truth (em inglês). [S.l.]: University Press of Kentucky (ed.) 
  • Peterson , Merrill D. (1995). Lincoln in American Memory (em inglês). [S.l.]: Oxford University Press (ed.) 
  • Samples , Gordon (1998). Lust for Fame: The Stage Career of John Wilkes Booth (em inglês). [S.l.]: McFarland (ed.) 
  • Swanson , James L. (2006). Manhunt: the twelve-day chase for Lincoln's killer (em inglês). [S.l.]: William Morrow (ed.). 9780060518493 
  • Sandburg , Carl (1940). Abraham Lincoln (em inglês). [S.l.]: C. Scribner's Sons (ed.). OCLC 1105389 
  • Steers , Edward (2001). Blood on the moon: the assassination of Abraham Lincoln (em inglês). [S.l.]: University of Kentucky Press (ed.) 
  • Vowell , Sarah (2005). Assassination Vacation (em inglês). [S.l.]: Simon & Schuster (ed.) 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Assassinato de Abraham Lincoln