Abrir menu principal

Associação Brasileira de Linguística

Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde fevereiro de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN) é uma sociedade civil destinada a congregar os profissionais da linguística, com o objetivo de promover, desenvolver e divulgar entre os interessados os estudos de linguística teórica e aplicada no Brasil, promovendo reuniões científicas, cursos e publicações.

Foi fundada em 9 de janeiro de 1969, em assembléia presidida por Joaquim Mattoso Câmara Júnior, em São Paulo. Sua sede inicial se localizou em Niterói, no Rio de Janeiro. Agora, a ABRALIN está sediada permanentemente na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

HistóriaEditar

Congressos da ABRALINEditar

O primeiro Congresso Internacional foi realizado em Salvador em 1994, na gestão de Suzana Alice Cardoso (UFBA). As edições seguintes ocorreram em Fortaleza em 2001, na gestão de Maria Elias Soares (UFC); no Rio de Janeiro, em março de 2003, na gestão de Maria Cecília Mollica (UFRJ); e em Brasília em 2005, na gestão de Lúcia Lobato.

Em 1997, Maria Denilda Moura organizou o I Congresso Nacional da ABRALIN (UFAL), cuja segunda edição ocorreu em Florianópolis em 1999 na gestão de Leonor Scliar-Cabral (UFSC).

Tradicionalmente, os congressos da ABRALIN são precedidos e seguidos de um Instituto de Linguística. A idéia central dos Institutos Brasileiros de Linguística é levar o ensino da linguística para universidades das diversas regiões do país. A ABRALIN retomou a série denominada Instituto Brasileiro de Linguística, a partir de sua gestão em Recife, em 1982, por iniciativa da Dra. Adair Pimentel Palácio, na gestão presidida por Francisco Gomes de Matos. Nos últimos anos, esses Institutos Brasileiros de Linguística têm sido bienais, em geral, na instituição que sedia a respectiva diretoria da Associação.

Ligações externasEditar