Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Augusto Rosa
Augusto Rosa, por Columbano Bordalo Pinheiro (1911).
Nascimento 6 de fevereiro de 1852
Lisboa
Nacionalidade Portugal Português
Morte 2 de maio de 1918 (66 anos)
Ocupação Actor
Assinatura 200px

Augusto Rosa (Lisboa, 6 de Fevereiro de 1852 - 2 de Maio de 1918) foi um actor português.

Fez a sua estreia como ator no Porto em 31 de Janeiro de 1872. Com o seu irmão João Rosa e o ator Eduardo Brasão fundou a companhia Rosas & Brasão, de que foi o impulsionador, não só pelos seus conhecimentos culturais, mas também ao seu talento como ensaiador. Interpretou todos os gêneros, mas destacou-se nas áreas da comédia e drama moderno. Foi também um grande declamador. Publicou duas obras: Recordação da cena e de fora de cena (1915) e Memória e estudos (1917).

O actor morreu, a 2 de Maio de 1918, no número 50 da rua com o seu nome, em Lisboa. Aí, existe uma inscrição pública com os dizeres: "NESTA CASA FALECEU EM 2 DE MAIO DE 1918 O EMINENTE ARTISTA AUGUSTO ROSA FILHO DE JOÃO ANASTÁCIO ROSA E IRMÃO DE JOÃO ROSA TODOS ÊLES GRANDES ACTORES".

A Câmara Municipal de Lisboa mandou erguer em 1918, no Largo da Sé, um monumento com o seu busto.[1]

Referências

  1. Revista Municipal da Câmara Municipal de Lisboa n.º7, 1.º Trimestre de 1984.