Abrir menu principal

Autotrofismo

ser vivo capaz de produzir seu próprio alimento
(Redirecionado de Autótrofos)
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde maio de 2009). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Árvore da Vida.
Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde Fevereiro de 2008.

Autotrofismo ou autotrofia (grego auto, próprio + trofein, alimentar-se), em biologia, é o termo designado aos seres vivos que produzirem todos os seus componentes biológicos a partir de moléculas simples como o H2O, CO2, NH3 e H2S. Para isto, necessitam de uma fonte de energia. Os seres vivos com essa característica são chamados de autótrofos ou autotróficos. Estes podem ser quimiolitotróficos (do grego: lithos, pedra) e obterem energia a partir da oxidação de compostos inorgânicos como NH3 e H2S e Fe2+. Estão entre estes bactérias de crescimento extremamente lento que vivem a uma profundidade de 5 km abaixo da terra. Os organismos autotróficos também podem ser fotoautotróficos e obterem energia por meio da fotossíntese. As cianobacterias, algas, e plantas são exemplos deste tipo de organismo. Os animais e os fungos são considerados heterótrofos [1].

Referências

  1. Voet, Donald; Voet, Judith G. (1 de janeiro de 2013). Bioquímica - 4ed. [S.l.]: Artmed Editora. ISBN 9788582710050 


Ver tambémEditar