Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde abril de 2017)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Monsenhor Benedito Mário Calazans
Monsenhor Benedito Mário Calazans
Nascimento 13 de março de 1911
Paraibuna
Morte 3 de janeiro de 2007 (95 anos)
Hospital Sírio-Libanês, São Paulo

Monsenhor Benedito Mário Calazans (Paraibuna, 13 de março de 1911São Paulo, 3 de janeiro de 2007) foi professor, padre e político brasileiro.

BiografiaEditar

Filho do professor Benedito Mário Calazans e da dona Judith Moura Calazans.

Recebeu ordens no Seminário Diocesano de Taubaté, tendo feito curso superior de Filosofia e Teologia na Universidade de Roma.

Foi vigário coadjutor em várias cidades do Vale do Paraíba.

Em Taubaté foi assistente da Juventude Operária e, na Capital, inspetor do ensino religioso.

Foi também professor de Ética na Escola de Cadetes da Força Pública.

Elegeu-se duas vezes Deputado Estadual e uma vez Senador, sempre pela União Democrática Nacional.

Senador, apoiou o Golpe Militar de 1964, tendo sido quem anunciou erroneamente ao plenário em primeiro de abril que o general Mourão Filho havia entrado no Rio de Janeiro e ido ao Palácio da Guanabara cumprimentar o governador Carlos Lacerda.[1]

Cronologia

Referências

  1. Gaspari, Elio (2014). A Ditadura Escancarada 2 ed. Rio de Janeiro: Editora Intrínseca. 526 páginas. ISBN 978-85-8057-408-1 

Ligações externasEditar