Berta Cardoso

cantora portuguesa de fado
Berta Cardoso
Nascimento 21 de outubro de 1911
Lisboa
Morte 12 de julho de 1997 (85 anos)
Lisboa
Cidadania Portugal
Ocupação cantora

Berta Cardoso (Lisboa, 21 de outubro de 1911 — Lisboa, 12 de julho de 1997) foi uma actriz e fadista portuguesa.[1]

BiografiaEditar

Berta dos Santos Cardoso, nasceu em Lisboa a 21 de Outubro de 1911, faleceu a 12 de Junho de 1997, na mesma cidade. [1]

Berta é a fadista de referência da "época de ouro" do fado, a cantadeira que "chegou, cantou e venceu" e que foi desde logo considerada a "loucura dos fadistas". Canta pela primeira vez, em público, no Salão Artístico de Fados, acompanhada por Armandinho; o sucesso é tal que é de imediato convidada para integrar o elenco da casa, o que não vem a concretizar-se em virtude de ter apenas 16 anos. Vai, no entanto, a Espanha gravar o seu primeiro disco e em 1930 é notícia de primeira página da Guitarra de Portugal, de 30 de Outubro. Ali se refere que Berta Cardoso é "um nome consagrado", é "uma vocação que se revelou espontânea e claramente desde a sua estreia". Dotada de um estilo e de uma capacidade interpretativa singulares, Berta Cardoso tinha uma dicção irrepreensível e uma voz privilegiada, tendo ficado conhecida como "A voz de oiro do fado". A sua ascensão artística é meteórica, passando, de imediato, do anonimato a primeira figura da canção nacional.

Durante as décadas de 30, 40 e 50, tem uma notável carreira que divide entre os palcos das casa de fado e dos teatros de revista, a nível nacional e internacional; a partir da década de 60, opta por actuações mais intimistas, confinando-se quase exclusivamente às casas de fado.

Durante a sua longa carreira, Berta Cardoso criou inúmeros êxitos, tendo gravado para várias editoras discográficas, entre elas a Valentim de Carvalho, a Odeon, a Columbia, a Capitol, a Imavox. Sempre com edições esgotadas, restam alguns 78 RPM e vinil, nas mãos de particulares/coleccionadores. No mercado habitual, apenas na loja do Museu do Fado e na Discoteca Amália, se pode adquirir o CD da etiqueta Estoril que reproduz seis dos seus maiores êxitos: Fado Antigo, Fado Faia, Chinela, Meu Lar, Cinta Vermelha e Cruz de Guerra, sendo a letra, dos 5 primeiros fados, da autoria de João Linhares Barbosa e a letra do 6º fado, de Armando Neves.

Existe ainda, no circuito comercial, um outro CD, editado pela Movieplay Portuguesa, o nº 20 da colecção Fados do Fado, com 4 fados de Berta Cardoso: Cruz de Guerra, de Armando Neves, Meu amor fugiu do ninho e Noite de São João, ambos de J. Linhares Barbosa e Testamento, de João Redondo.

Ligações externasEditar



  1. a b Infopédia. «Berta Cardoso - Infopédia». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 26 de agosto de 2020