Blaze (site)

site de apostas e cassino online

Blaze é um site de apostas e cassino online sediado na ilha de Curaçau. Atualmente encontra-se bloqueado no Brasil[1] e em Portugal.[2]

Blaze
Blaze (site)
Tipo de sítio Site de aposta
Proprietário(s) Prolific Trade N.V
País de origem Curaçau
Lançamento 2019

Ficou notório no Brasil, a partir de 2023, devido aos patrocínios de influenciadores como Neymar e Felipe Neto e às acusações de golpe.

Polêmicas

A Blaze entrou no circuito mediático de Portugal, em 2019, depois de uma reportagem da Rádio Renascença que dava conta de que alguns dos maiores youtubers portugueses, como SirKazzio e Wuant, estavam promovendo o site de apostas, que não dispunha de licença para operar no país. Na sequência dessa reportagem, a Blaze recebeu notificação do Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ) para cessar atividade.[3][4] A Blaze tentou operar nos Estados Unidos e também teve suas operações bloqueadas. Mais tarde em 2019, a empresa começou a operar no Brasil.[5] Em agosto de 2022, após receber algumas críticas, a Blaze alegou que não roubava clientes e que havia um problema com saques travados devido a problemas cadastrais.[6]

A partir de maio de 2023, a Blaze ganhou projeção nacional especialmente devido a um vídeo do youtuber Daniel Penin intitulado "BLAZE – Tire dos Pobres e dê aos Influencers", onde denuncia que quem mais se beneficia no jogo são os influenciadores, que fazem a propaganda para o site. Segundo Penin, os influencers poderiam lucrar até 50 milhões de reais com os patrocínios, e uma das maneiras de pagamento do site aos influenciadores é que, cada vez que um apostador perde dinheiro na Blaze, os patrocinadores recebem comissão.[7] Segundo Penin, dentro da Blaze teria uma inteligência artificial por trás de todos os jogos que estão lá, criado para manipular as apostas e fazer o apostador perder dinheiro. Esse robô seria programado para o apostador pensar que vai ganhar dinheiro e acabar perdendo o que tem.[8] Penin também mostrou que a localização da sede da empresa estava em um paraíso fiscal, e que o CEO tinha uma identidade completamente anônima.[9]

Em junho de 2023, a Blaze somava 24 704 reclamações no site Reclame Aqui, com a maioria das pessoas relatando golpe e falta de pagamento. O site classificou a empresa como "não recomendada", pois "não responde a pelo menos 50% das reclamações recebidas". Um levantamento da Organized Crime and Corruption Reporting Project (OCCRP), em parceria com o Portal do Bitcoin, encontrou 15 processos judiciais contra a Blaze em oito estados brasileiros.[7]

Após o vídeo de Penin, diversos influencers foram criticados por patrocinar a Blaze, especialmente o futebolista Neymar e o youtuber Felipe Neto.[10] Neymar assinou o contrato no final de 2022 onde, por quatro anos, ele seria o embaixador global do grupo.[11] Felipe Neto iniciou o patrocínio no segundo semestre de 2022, e chegou a fazer uma transmissão ao vivo no YouTube na qual passou uma hora e meia jogando e falando sobre a Blaze.[12] Após as críticas, Felipe defendeu a empresa, disse que estava sendo alvo de "campanha difamatória",[13] e pediu por regulamentação de jogos de azar em suas redes sociais.[7] Posteriormente, afirmou expressamente em vídeo no YouTube que manterá o contrato.[14] O youtuber Peter Jordan disse que não renovaria o contrato.[15] O deputado federal Kim Kataguiri comentou que a Blaze "comete fraude contra clientes".[16] O Santos Futebol Clube, que tem a Blaze como patrocinadora master, analisou o caso e disse que não teme problemas contratuais.[5]

Em 7 de junho, Daniel Penin lançou uma segunda parte ao vídeo, revelando que o domínio blaze.com.br, redirecionamento para o site principal blaze.com, tem como proprietário Erick Loth Teixeira, de acordo com o WHOIS. Seu nome e rosto foram borrados no vídeo.[17] Em suas redes sociais, Erick aparece usando boné da Blaze em foto com Jon Vlogs, que já disse ser o responsável por coordenar a ação massiva de marketing do cassino via influencers. Em outra foto, Erick aparece com camisa da Blaze em uma foto com um grupo de pessoas ao redor do humorista Fábio Porchat. Penin afirma que antes de seus vídeos, o Instagram de Erick era aberto e que ele era seguido por muitas celebridades. Após os vídeos, Erick fechou sua conta — e os influencers pararam de segui-lo, segundo o youtuber.[18] Em entrevista, Erick afirma que não é o dono da Blaze.[19]

No dia 4 de setembro de 2023, a Anatel ordenou o bloqueio do site Blaze após decisão judicial do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).[20] Após o bloqueio, a Blaze criou formas de burlar a decisão da justiça e permitir acesso de seus usuários,[21][22] e recorreu da decisão.[23]

Ver também

Referências

  1. «Cassino online Blaze começa a ser bloqueado no Brasil após decisão judicial». Tecnoblog. 7 de setembro de 2023. Consultado em 15 de setembro de 2023 
  2. «Visão | Blaze.com: site bloqueado por autoridades portuguesas continua disponível para apostas». Visão. 22 de novembro de 2019. Consultado em 15 de setembro de 2023 
  3. «Blaze.com: site bloqueado por autoridades portuguesas continua disponível para apostas». Visão. 22 de novembro de 2019. Consultado em 15 de junho de 2023 
  4. «Patrocínio de youtubers portugueses levou ao bloqueio de site de apostas Blaze.com». Visão. 13 de novembro de 2019. Consultado em 15 de junho de 2023 
  5. a b «Santos vê polêmica e aciona jurídico, mas confia em contrato com a Blaze». UOL. Consultado em 15 de junho de 2023 
  6. «Blaze diz que não rouba clientes e põe culpa por saques travados em problemas cadastrais». Portal do Bitcoin. 18 de agosto de 2022. Consultado em 11 de junho de 2023 
  7. a b c «Após polêmica com site de apostas, Felipe Neto defende regulamentação de jogos de azar». ISTOÉ Independente. 6 de junho de 2023. Consultado em 7 de junho de 2023 
  8. «Escândalo Blaze: cassino online acumula processos na Justiça por acusações de roubo aos clientes». UOL. 5 de junho de 2023. Consultado em 7 de junho de 2023 
  9. «O foguetinho da Blaze caiu; veja a verdade sobre o cassino e saiba como dá pra ganhar R$ 118 online de forma legítima». Money Times. 6 de junho de 2023. Consultado em 7 de junho de 2023 
  10. «Blaze vira tema nacional e influencers colocam o dedo na cara de influencers: "Quem é o dono?"». Portal do Bitcoin. 2 de junho de 2023. Consultado em 7 de junho de 2023 
  11. «Parceiro da Blaze e PokerStars, Neymar recebe fortuna de patrocinadores». iGaming Brazil. 19 de maio de 2023. Consultado em 7 de junho de 2023 
  12. «Felipe Neto faz propaganda da Blaze no Instagram e seguidores criticam: "Destrói as famílias"». Portal do Bitcoin. 26 de janeiro de 2023. Consultado em 7 de junho de 2023 
  13. «Felipe Neto defende Blaze, acusa Globo e Pixbet: "Por que perseguir só um?"». Portal do Bitcoin. 5 de junho de 2023. Consultado em 7 de junho de 2023 
  14. Martines, Fernando (15 de junho de 2023). «"Vou manter meu contrato com a Blaze", diz Felipe Neto em vídeo de defesa do cassino online». Portal do Bitcoin. Consultado em 16 de junho de 2023 
  15. «"Não vou mais seguir com a Blaze", diz influencer Peter Jordan após pressão de seguidores». Portal do Bitcoin. 2 de junho de 2023. Consultado em 7 de junho de 2023 
  16. «"Blaze comete fraude contra clientes", diz deputado Kim Kataguiri». Portal do Bitcoin. 6 de junho de 2023. Consultado em 8 de junho de 2023 
  17. «blaze.com.br whois lookup - who.is». who.is. Consultado em 8 de junho de 2023. Cópia arquivada em 8 de junho de 2023 
  18. «Youtuber revela quem é o dono do domínio Blaze no Brasil». Portal do Bitcoin. 8 de junho de 2023. Consultado em 8 de junho de 2023 
  19. «Exclusivo: "Estou sendo ameaçado", diz brasileiro acusado de ser dono da Blaze». Portal do Bitcoin. 9 de junho de 2023. Consultado em 9 de junho de 2023 
  20. Martines, Fernando (5 de setembro de 2023). «Justiça manda Anatel tirar cassino online Blaze do ar». Portal do Bitcoin. Consultado em 15 de setembro de 2023 
  21. «Blaze continua operando no Brasil após Justiça determinar bloqueio do site de apostas no país». Cointelegraph. 5 de setembro de 2023. Consultado em 15 de setembro de 2023 
  22. «Blaze desenvolve 'sites espelho' e continua atuando no Brasil após Justiça determinar bloqueio do cassino online». Cointelegraph. 7 de setembro de 2023. Consultado em 15 de setembro de 2023 
  23. Ribeiro, Célio (8 de setembro de 2023). «Blaze entra na Justiça para casa de apostas voltar ao ar: 'profissionalismo e transparência'». Rádio Itatiaia. Consultado em 15 de setembro de 2023