Abrir menu principal
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde junho de 2017) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Célia Olga
Nascimento 11 de julho de 1946 (72 anos)
São Paulo
Ocupação atriz

Célia Olga Benvenutti (São Paulo, 11 de julho de 1946), é uma atriz brasileira.[1]

BiografiaEditar

Célia Olga se formou em teatro na EAD – Escola de Arte Dramática.[2] Atuou nas emissoras: Record (1971), participando das novelas Pingo de Gente e Quarenta Anos Depois; Globo (1978), onde atuou na novela Pecado Rasgado; Cultura (1981), onde atuou em Vento do Mar Aberto; SBT (1985), onde atuou em Jogo do Amor.

Na TV Cultura, um trabalho seu de grande impacto foi em teleteatro, dirigido por Antunes Filho, baseado em obra de Nelson Rodrigues, Vestido de Noiva, onde fez a personagem Lúcia.

Em teatro, a peça mais marcante em que atuou foi o musical "Hair" (1969), versão brasileira do espetáculo que foi escrito por James Rado e Gerome Ragni (texto e letras das músicas) e Galt MacDermot (música).

No cinema atuou em vários filmes, entre eles: A Virgem (1973), com direção de Dionísio Azevedo;[3] Por Que As Mulheres Devoram os Machos? (1980), direção de Alan Pek;[4] O Gosto do Pecado (1980), direção de Cláudio Cunha;[5] As Meninas de Madame Laura (1981), direção de Ciro Carpentieri Filho.[6]

Mas é com Lilian M: Confissões Amorosas (Relatório Confidencial) (1975), de Carlos Reichenbach,[7] que sua carreira de atriz teve uma alavancagem. Disse o escritor Marcelo Ariel sobre Célia: "Atriz mítica e quase uma força da natureza em Lilian M. de Carlos Reichembach, Célia Olga deveria voltar a filmar com urgência…".

Atualmente (2010), está em São Vicente, desenvolvendo oficinas teatrais com jovens da Baixada Santista.

TeatroEditar

Referências

  1. «Célia Olga». Consultado em 9 de Maio de 2012 
  2. «CÉLIA OLGA BENVENUTTI». Consultado em 9 de Maio de 2012 
  3. «A Virgem». Cinemateca Brasileira. Consultado em 2 de abril de 2013 
  4. «Por Que As Mulheres Devoram os Machos?». Cinemateca Brasileira. Consultado em 2 de abril de 2013 
  5. «O Gosto do Pecado». Cinemateca Brasileira. Consultado em 2 de abril de 2013 
  6. «As Meninas de Madame Laura». Cinemateca Brasileira. Consultado em 2 de abril de 2013 
  7. «Lilian M: Confissões Amorosas (Relatório Confidencial)». Cinemateca Brasileira. Consultado em 2 de abril de 2013