César de Lima

ator português

Augusto César de Lima, mais conhecido por César de Lima (Lisboa, 15 de março de 1832 — Lisboa, 3 de novembro de 1907) foi um ator de teatro, encenador e empresário português.

César de Lima
Retrato de César de Lima (Damião da Graça, Biblioteca-Arquivo do Teatro Nacional D. Maria II)
Nascimento Augusto César de Lima
15 de março de 1832
Lisboa
Morte 3 de novembro de 1907 (75 anos)
Lisboa
Sepultamento Cemitério do Alto de São João
Cidadania Portugal
Ocupação ator, ator/atriz de teatro, encenador, empresário

BiografiaEditar

Estreou-se no Teatro Nacional D. Maria II, num pequeno papel do drama Herdeiros do Czar, a 9 de julho de 1850, juntamente com Emília das Neves, José Simões Nunes Borges e José Carlos dos Santos. Passou depois para o Teatro da Rua dos Condes, onde se salientou, sendo contratado definitivamente para o D. Maria II, performando papeis importantes.[1]

Em seguida foi para o Teatro Gymnasio, onde teve êxitos, regressando ao D. Maria II, onde foi classificado como ator de primeira classe. Esporadicamente foi empresário no Teatro das Variedades Dramáticas e no Teatro do Príncipe Real.[1]

Deveu-se a ele o lançamentos de vários artistas, nomeadamente: Actriz Virgínia, Ana Pereira, Actor Gil, Margarida Clementina, Actor Gama, Actor Bayard, José Bento, entre outros.[1]

Foi um dos mais aclamados atores do país na segunda metade do século XIX. António de Sousa Bastos afirma na sua obra Diccionário do theatro portuguez, sobre o ator: "O theatro portuguez poucos galans comicos terá tido como elle. Quando passou a fazer papeis centraes, foi tambem felicissimo."[1]

Esteve brevemente no Rio de Janeiro, de onde regressou em 1881. Já afastado do Teatro, faleceu em 1907.[1]

Referências

  1. a b c d e Bastos, António de Sousa (1908). Diccionario do theatro portuguez. Robarts - University of Toronto. Lisboa: Imprensa Libânio da Silva. pp. 164–165