Abrir menu principal

Café árabe ou café arábico (em árabe: قهوة عربية, translit. qahwah arabiyya), refere-se a uma versão do café fabricado em grãos de Coffea arabica. O café arábe é tipicamente cultivado a uma altura de 1.000 a 2.000 metros, e representa cerca de 60-70% da indústria de café no mundo[1][2] A maioria dos países árabes em todo o Oriente Médio desenvolveram métodos únicos para preparar o café. Cardamomo é um tempero muitas vezes adicionado,[3] mas pode alternativamente ser servido simples.

Café árabe
A dallah a traditional Arabic coffee pot with cups and coffee beans.jpg
Um dallah é um pote (bule) de café árabe tradicional com xícaras e grãos de café
Nomes alternativoscafé arábico
Tipobebida
Lugar de origem Iêmen (origem)
Arábia Saudita
 Catar
 Emirados Árabes Unidos
Omã
Ingredientes principaisCoffea arabica e água
O café árabe, símbolo de generosidade
ArabicCoffee.jpg
Café árabe
País(es) Arábia Saudita
 Emirados Árabes Unidos
Omã
 Catar
Domínios Artes cénicas
Conhecimentos e usos relacionados com a natureza e o universo
Técnicas artesanais tradicionais
Tradições e expressões orais
Usos sociais, rituais e atos festivos
Referência 01074
Região Estados Árabes
Inscrição 2015 (10.ª sessão)
Lista Lista Representativa
Unesco Cultural Heritage logo.svg UNESCO-ICH-blue.svg

Existem basicamente dois tipos de café árabe; um com uma cor dourada feita principalmente na Arábia Saudita e na região do Golfo Pérsico, e o outro é preto.

O café arábico está enraizado na tradição do Oriente Médio e na cultura árabe, é a forma mais popular de café fabricado no Oriente Médio. Originou-se no Oriente Médio, começando no Iêmen e, eventualmente, viajando para Meca (Hejaz), Egito, Levante e, em seguida, em meados do século XVI, para Turquia.[4] O café árabe é um patrimônio cultural imaterial de estados árabes confirmado pela UNESCO.[5]

Referências

  1. «Botanical aspects». Londres: International Coffee Organization. Consultado em 28 dezembro de 2018 
  2. «1.2.5-World coffee trade-World production by type: arabica and robusta». www.intracen.org 
  3. «Ingredients Arabic Coffee» 
  4. Weinberg, Bennett Alan; Bealer, Bonnie K. (2001). The world of caffeine. [S.l.]: Routledge. pp. 3–4. ISBN 978-0-415-92723-9 
  5. «Arabic coffee, a symbol of generosity - intangible heritage - Culture Sector - UNESCO». www.unesco.org (em inglês). Consultado em 4 de abril de 2017