Caio Atílio Bulbo

político

Caio Atílio Bulbo (em latim: Gaius Atilius Bulbus) foi um político da gente Atília da República Romana eleito cônsul por duas vezes, em 245 e 235 a.C., com Marco Fábio Buteão e Tito Mânlio Torquato respectivamente.

Caio Atílio Bulbo
Cônsul da República Romana
Consulado 245 a.C.
235 a.C.

Primeiro consulado (245 a.C.)Editar

Foi eleito cônsul em 245 a.C., o vigésimo-primeiro ano da Primeira Guerra Púnica, com Marco Fábio Buteão, ano no qual não foram registrados batalhas importantes.

Segundo consulado (235 a.C.)Editar

Dez anos depois, foi eleito novamente, desta vez com Tito Mânlio Torquato. O fato mais memorável de seu mandato foi que o Templo de Jano foi fechado, uma indicação de que Roma estava em paz, pela primeira vez desde a época do rei Numa Pompílio, cinco século antes.[1]

Censor (234 a.C.)Editar

Em 234 a.C. foi eleito censor com Aulo Postúmio Albino.

Ver tambémEditar

Cônsul da República Romana
 
Precedido por:
'Marco Fábio Licino

com Mânio Otacílio Crasso II

Marco Fábio Buteão
245 a.C.

com Caio Atílio Bulbo

Sucedido por:
'Aulo Mânlio Torquato Ático

com Caio Semprônio Bleso II

Precedido por:
'Públio Cornélio Lêntulo Caudino

com Caio Licínio Varo

Tito Mânlio Torquato
235 a.C.

com Caio Atílio Bulbo II

Sucedido por:
'Lúcio Postúmio Albino

com Espúrio Carvílio Máximo Ruga


Referências

BibliografiaEditar