Carapuça

Carapuça é uma espécie de barrete ou capuz de forma cônica[1] e remonta ao período da Inquisição, em que os condenados eram obrigados a vestir trajes ridículos ao comparecer aos julgamentos. Além de usar uma túnica com o formato de um poncho, eles precisavam colocar sobre a cabeça um chapéu longo e pontiagudo, conhecido como carapuça. Daí a expressão "vestir a carapuça" ter se incorporado ao português escrito e falado com o sentido de "assumir a culpa".[1]

A palavra vem do italiano antigo, carapazza, e do espanhol caperuza. Atualmente, a carapuça é utilizada em aves de rapina, na prática da falcoaria.

O fabricante de carapuças chama-se carapuceiro.

É conhecido também como um nome de família.

Referências

  1. a b carapuça in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa com Acordo Ortográfico [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-01-07 01:01:50]. Disponível na Internet: https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/carapuça
  Este artigo sobre vestuário ou moda é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.