Carlos Alberto Cotta

político brasileiro
Carlos Alberto Cotta
Deputado estadual de Minas Gerais
Período 1967–1971
Deputado federal por Minas Gerais
Período 1971–1990
Dados pessoais
Nascimento 1 de agosto de 1932
Dom Silvério, Minas Gerais
Morte 4 de março de 2020 (87 anos)
Coronel Fabriciano, Minas Gerais
Profissão Médico

Carlos Alberto Cotta (Dom Silvério, 1 de agosto de 1932[1]Coronel Fabriciano, 4 de março de 2020) foi um médico e político brasileiro.[2] Foi eleito deputado estadual de Minas Gerais para a 6ª legislatura na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (1967–1971)[3] e deputado federal em cinco mandatos consecutivos (1971–1990), pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB).[1]

Deixou o último mandato na Câmara dos Deputados como um dos fundadores do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) no estado mineiro, mas filiou-se ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) em 1992. Posteriormente, foi presidente da Companhia Mineradora de Minas Gerais (mais tarde transformada na Codemig), presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF) em 2003, diretor de administração e finanças do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e um dos vice-presidentes da Caixa Econômica Federal.[1]

Estava internado no Hospital Metropolitano Unimed Vale do Aço, em Coronel Fabriciano, quando veio a falecer por falência múltipla de órgãos aos 87 anos de idade em 4 de março de 2020.[2]

Ícone de esboço Este artigo sobre políticos ou política de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c Revista Ipatinga Cidade Jardim. «Carlos Alberto Cotta». Eu Amo Ipatinga. Consultado em 10 de fevereiro de 2016. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2016 
  2. a b Jornal Diário do Aço (5 de março de 2020). «Morre Carlos Alberto Cotta». Consultado em 5 de março de 2020. Cópia arquivada em 5 de março de 2020 
  3. Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). «Composição da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (1947–2002)» (PDF). p. 73. Consultado em 6 de agosto de 2010. Cópia arquivada em 18 de novembro de 2014