Carlos Borromeu Duarte

Património,Kadunan Uma Bereloik e Natar Boku

Liurai D. Carlos Borromeu Duarte foi régulo do Reino de Alas, um dos reinos em Timor que já existiam antes da chegada dos portugueses no século XV. Durante a colonização portuguesa, no seu reinado, D. Carlos Borromeu Duarte foi condecorado pelo Governador da Colónia de Timor em 1934 como coronel de segunda linha e Régulo do Reino de Alas por seu mérito em serviço e pelas suas obras extraordinárias tais como, construção da igreja, escolas, e duas estátuas, estas foram destruídas pelos japoneses mais tarde. Em 1945 foi morto pelos japoneses, acusado de traidor colaborando com australianos, por intrigas e invejas alheias.

Atualmente, a tradição monárquica ainda se mantém e é respeitada. O trono do Reino de Alas, foi herdado pela sua neta D. Alexandrina Borromeu Duarte, a filha do seu filho mais novo, D. Alexandrino Borromeu Duarte. O património é preservado e restaurado, conhecido como casa real, em língua tétum (língua materna de Timor-Leste) chama-se " Kadunan Uma Bereloik e Natar Bocu".

Ligações externasEditar

  A Wikipédia possui o
Portal de Timor-Leste