Abrir menu principal
Carlos Eduardo Novaes
Nascimento 13 de agosto de 1940 (79 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade Federal da Bahia
Ocupação escritor, romancista, humorista, roteirista, autor
Magnum opus Chega Mais

Carlos Eduardo de Agostini Novaes[1] (Rio de Janeiro, 13 de agosto de 1940)[2] é advogado, cronista, romancista, contista e dramaturgo brasileiro,[1] filho do oficial da Marinha Attila Rodrigues Novaes e da dona-de-casa Efigenia de Agostini Novaes.

BiografiaEditar

Em 1958, muda-se para Salvador, onde permanece por dez anos. Nesse período cursa direito na Universidade Federal da Bahia e exerce variadas atividades profissionais, como agente rodoviário, e é também dono de dedetizadora e sócio de uma fábrica de sorvete. De volta ao Rio de Janeiro, em 1969, inicia a atividade de cronista no jornal Última Hora. Em 1972, trabalha no Jornal do Brasil - JB, criando prognósticos bem-humorados para a Loteria Esportiva e passando depois a cronista. Assim nasce seu primeiro livro, O Caos Nosso de Cada Dia, uma reunião de crônicas escritas para o JB, publicado em 1974. O trabalho nesse jornal se estende por 13 anos e dá origem à maior parte de seus livros.

No teatro, além de atuar, escrever e dirigir várias peças, é presidente da Sociedade Brasileira de Autores Teatrais - Sbat e vice-presidente da Federação Internacional de Sociedades de Autores Dramáticos - Fedra. Seus livros abordam, entre outros, temas ligados à política brasileira, ao cotidiano urbano, à vida conjugal e ao universo adolescente, sempre de forma crítica e bem-humorada. É diretor da Casa do Riso, no bairro do Leblon, no Rio de Fevereiro, um teatro dedicado exclusivamente ao humor.

Obras publicadas[3]Editar

ContosEditar

  • 1983 - O Estripador de Laranjeiras

CrônicaEditar

  • 1974 - O Caos Nosso
  • 1975 - A Travessia
  • 1976 - Os Mistérios
  • 1977 - O Quiabo Comunista
  • 1978 - O Chá das Ruas
  • 1979 - O Balé Quebra-Nós
  • 1979 - A Língua de Fora
  • 1980 - A Cadeira do Dragão
  • 1981 - Democracia à Vista !
  • 1983 - Crônica de uma Brisa Eleitoral
  • 1984 - Deus É Brasileiro ?
  • 1984 - A Travessia Americana
  • 1985 - O Day After do Carioca
  • 1986 - Na República do Jerimum
  • 1987 - O Cruzado de Direita
  • 1987 - Homem, Mulher e Cia. Ltda.
  • 1990 - O País dos Imexíveis
  • 1994 - A Cadeira do Dentista e Outras Crônicas
  • 2006 - As Melhores Cronicas de Carlos Eduardo Novaes

HumorEditar

RomanceEditar

  • 1982 - Mengo, uma Odisséia no Oriente
  • 1988 - A Próxima Novela
  • (2011) - Redemptoris, A Saga do Cristo Desaparecido

Literatura infanto-juvenilEditar

  • 1976 - Cândido Urbano Urubu
  • 1977 - Juvenal Ouriço Repórter
  • 1993 - Casé, o Jacaré que Anda em Pé
  • 1995 - O Menino sem Imaginação
  • 1999 - O Imperador da Ursa Maior
  • 2006 - A Lágrima do Robô

Peças de teatro[3]Editar

  • 1975 - A Mulher Integral
  • 1978 - WM, na Boca do Túnel
  • 1986 - Confidências de um Espermatozóide Careca
  • 1989 - Quem Votou para Presidente?
  • 1991 - O Tiro que Mudou a História
  • 2002 - Diálogo do Pênis
  • (2006) - Doce Traição (ou A Separação)
  • (2013) - Diálogo dos Penis-2

Referências

Ligações externasEditar