Abrir menu principal
Carolina Bhering de Araujo
Nascimento 5 de setembro de 1976 (42 anos)
Niterói
Cidadania Brasil
Alma mater Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Universidade de Princeton
Ocupação matemática
Empregador Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada

Carolina Bhering Araujo (Niterói, 5 de setembro de 1976)[1] é uma matemática brasileira do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), onde atua como pesquisadora e professora do programa de pós-graduação desde 2006.

BiografiaEditar

Tem graduação em matemática pela PUC Rio de Janeiro e doutorado em Matemática pela Universidade de Princeton, orientada por János Kollár, com a tese "The Variety of Tangents to Rational Curves".[2] Suas pesquisas se concentram nas áreas de geometria birracional, curvas racionais e variedades de Fano e foliações.[3][4] Foi bolsista do CNPq entre 1999 e 2003, e em 2004 recebeu bolsa de pesquisa do Clay Mathematics Institute destinada a recém doutores em matemática por universidades dos Estados Unidos, escolhidos pela qualidade e potencial de seus trabalhos de pesquisa realizada no doutorado.[5]

Foi premiada em 2008 com o prêmio do Programa L’Oréal-Unesco-ABC 2008 para Mulheres na Ciência pelo seu projeto "O Espaço Projetivo e as Variedades de Fano".[6] Sua proposta envolveu o desenvolvimento e aprimoramento de técnicas álgebro-geométricas específicas para o estudo de uma importante classe de variedades, relacionada a problemas específicos e de relevância para a geometria complexa de dimensão alta.[5] Recebeu também os prêmios Liftoff Fellow, Clay Mathematics Institute (2004); Travel Grant for Young Mathematicians from Developing Countries - ICM 2006 e ICM 2010, International Mathematical Union (2006 e 2010); e Jovem Cientista do Nosso Estado, Faperj (2009).[3]

Tendo mãe e pai engenheiros, Carolina diz que foi natural escolher a área de ciências exatas, e que nunca ouviu em casa comentários sobre matemática ser uma carreira difícil por ser mulher.[7][8] Em 2017, era a única mulher da equipe permanente do IMPA,[9] e disse que esforços devem ser feitos para contratar mais mulheres. Disse também que estão sendo realizadas mesas redondas relacionadas à questão de gênero em várias cidades, para entender a visão geral do problema no Brasil, como preconceito, ambientes hostis e assédio.[10] Foi convidada para uma mesa-redonda sobre esse tema na UNIRIO em 2016.[11] Participou da organização do Encontro Mundial de Mulheres na Matemática de 2018, em que foram discutidas questões científicas e ligadas à igualdade de gênero na ciência, e foi palestrante convidada do Congresso Internacional de Matemáticos no Rio de Janeiro (2018).[6]

Ligações externasEditar

Referências

  1. http://memoria.cnpq.br/web/guest/pioneiras-view/-/journal_content/56_INSTANCE_a6MO/10157/1762518
  2. Carolina Bhering de Araujo (em inglês) no Mathematics Genealogy Project
  3. a b «Pesquisadora do Impa é "Jovem Pesquisadora" do CNPq». IMPA 
  4. «Programa L'Oréal-Unesco-ABC entrega prêmio a cientistas brasileiras». Unipampa. 15 de outubro de 2008. Consultado em 31 de julho de 2018 
  5. a b «Investigando as propriedades geométricas de espaços curvos». Academia Brasileira de Ciências 
  6. a b Ana Carolina Moreno (31 de julho de 2018). «Rio sedia nesta terça o primeiro encontro mundial de mulheres matemáticas». G1. Consultado em 31 de julho de 2018 
  7. Alana Gandra (19 de julho de 2017). «Impa quer ampliar participação feminina nas olimpíadas de matemática». Agência Brasil. Consultado em 31 de julho de 2018 
  8. Giulliana Bianconi (19 de junho de 2018). «Com comitês de gênero, matemáticas brasileiras ganham força e estreiam em congresso centenário». Gênero e Número. Consultado em 31 de julho de 2018 
  9. Roberta Jansen (29 de julho de 2018). «País acolhe o universo da Matemática». O Estado de S. Paulo. Consultado em 31 de julho de 2018 
  10. Carolina Araujo, European Women in Maths, 2017, consultado em 31 de julho de 2018 
  11. Comunicacao UNIRIO (20 de outubro de 2016). «Mulheres protagonizam atividade do 'Matemática na Urca'». UNIRIO. Consultado em 31 de julho de 2018