Abrir menu principal

Torre de Vasconcelos

(Redirecionado de Casa dos Mouros (Ferreiros))
Torre de Vasconcelos
Património Nacional
Classificação Logotipo Imóvel de Interesse Público
Data 1948
DGPC 69772
SIPA 1892
Geografia
País Portugal
Cidade Amares
Coordenadas 41° 37' 25" N 8° 21' 20" O

As ruínas da Torre de Vasconcellos, popularmente referida como Casa dos Mouros, e sua honra localizam-se na freguesia de Ferreiros, concelho de Amares, distrito de Braga, em Portugal.[1]

Edificada num esporão de terreno sobranceiro à ribeira de Bárrio, perto do lugar de Vasconcelos, as ruínas atualmente existentes, constituem os vestígios de um dos raros paços de origem românica no país.

Aqui viveu o poeta português do século XVI Sá de Miranda.[carece de fontes?]

No princípio do século XIX surge como seu proprietário Luís Machado de Mendonça Eça Castro e Vasconcelos, moço-fidalgo da Casa Real, com descendência nos condes da Figueira.[2]

Encontra-se classificada como Imóvel de Interesse Público pelo Decreto 37077 de 29 de setembro de 1948.[3]

HistóriaEditar

Acredita-se que tenha sido edificada em meados do século XIII, por Pero Anes de Vasconcelos e Rodrigo Anes de Vasconcelos, este último nascido em 1230, casado com D. Mécia Rodrigues de Penela, e que foram os fundadores da Honra de Vasconcelos. Eram filhos de D. João Peres de Vasconcelos, "O Tenreiro", nascido em 1200, e de sua esposa, D. Maria Soares Coelho, nascida em 1210. Este, por sua vez era filho de D. Pedro Martins da Torre, nascido em 1160, e senhor da Torre de Vasconcelos e de D. Teresa Soares da Silva, nascida em 1160 e que foi a sua segunda esposa.[3]

CaracterísticasEditar

Trata-se de uma estrutura do género "domus fortis", com a função de paço senhorial. A primitiva construção era constituída por uma torre - que servia de refúgio em caso de ataque - e, de um anexo residencial de planta retangular.

A torre apresentava planta quadrangular e, do que em parte se mantém, conserva o seu portal. Uma porta grande, rasgada no mesmo tipo de arcatura, que servia para fazer a ligação com o corpo do edifício anexo. Nas ruínas desta construção ainda existe uma grande porta em arco ogival.

Referências

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar