Abrir menu principal

Castelo de Penacova

antigo castelo medieval actualmente inexistente
Castelo de Penacova
Hotel Palacete do Mondego (antigo castelo) no cimo do Monte da Senhora da Guia.
Tipo Castelo
Estilo dominante Medieval
Fim da construção Século X
Proprietário inicial Reino de Portugal
Função inicial Militar
Função atual Cultural
Geografia
País Portugal Portugal
Cidade Portugal Penacova
Coordenadas 40° 17' 48" N 8° 16' 40" O
Geolocalização no mapa: Portugal Continental
Castelo de Penacova está localizado em: Portugal Continental
Castelo de Penacova


O Castelo de Penacova localizava-se na vila, freguesia e concelho de mesmo nome, Distrito de Coimbra, em Portugal.

HistóriaEditar

AntecedentesEditar

Embora se identifiquem diversos testemunhos da passagem dos primitivos povoadores da península Ibérica na região (Fenícios, Romanos, Visigodos e Muçulmanos), nenhum se radicou permanentemente na área do castelo.

O castelo medievalEditar

Historiograficamente, Pinho Leal é o único a afirmar a existência de um castelo no local, localizando-o no monte Sul, onde depois se construiu a Igreja Matriz. Outros autores lembram que a expressão pena, geralmente se refere, à época, a um pequeno castelo sobre um afloramento rochoso.

A construção desse castelo, é atribuída ao conde Sesnando Davides, governador da circunscrição conimbricense, cujo mandato lhe foi outorgado por Fernando Magno, soberano que havia conquistado Coimbra aos mouros desde 1064, trazendo a Reconquista cristã da península Ibérica até à região.

A primeira referência documental à povoação data de 1105, no contexto de uma disputa entre as gentes de Penacova e os monges do poderoso Mosteiro de Lorvão, obrigando à intervenção pessoal do conde D. Henrique para a reconciliação, sendo, portanto, anterior à nacionalidade.

A segunda referência é constituída pela Carta de Foral, passada por D. Sancho I (1185-1211) em 1192 (cf. Pinho Leal) ou 1193, visando incrementar povoamento e a defesa da terra. Este diploma foi confirmado por seu filho e sucessor, D. Afonso II (1211-1223), em Coimbra, a 6 de Novembro de 1217 e, séculos mais tarde, por D. Manuel (1495-1521), ao lhe passar o Foral Novo (Lisboa, 31 de Dezembro de 1513).

A primitiva igreja paroquial de Penacova foi a Capela de Nossa Senhora da Guia, até ser substituída pela nova Igreja Matriz, no século XVI, uma vez que a antiga era de pequenas dimensões e se encontrava em local de difícil acesso. Não há maiores referências acerca da conexão entre esta capela ou mesmo a Igreja do século XVI e o antigo castelo medieval, recordado apenas no brasão de armas da vila.

Ligações externasEditar