Abrir menu principal
Manada de koniks assilvestrados, em Oostvaardersplassen, Países Baixos.

O konik (em polonês/polaco: konik polski ou konik biłgorajski), também conhecido como cavalo primitivo polonês, é uma raça de cavalo originaria da Polônia. Seu nome em polaco significa literalmente "cavalinho", e faz referência ao seu pequeno tamanho. 

Seu corpo é robusto, as patas curtas e a cabeça grande. As crinas e cauda são longas e escuras, enquanto a pelagem do resto do corpo é curta e de um lobuno acinzentado ou levemente amarelado (salvo pelas pontas das patas, também escuras).[1] Alguns animais mostram vestígios da "linha mular" de pêlo escuro que percorre o lombo de cavalos selvagens como o de Przewalski e o extinto tarpã das estepas européias, e inclusive desenvolvem uma pelagem mais pálida e lanosa no inverno, igual àqueles,[2] e por esse motivo diz-se que o konik guarda diversas marcações primitivas. Esse acúmulo de características primitivas no konik se deve à sua peculiar origem, que faz dele o cavalo doméstico mais geneticamente próximo do tarpã. Originou-se no século XIX na Polónia, a partir do cruzamento de cavalos domésticos com éguas selvagens capturadas, com o objetivo de criar cavalos de tração.[1]

O konik é um cavalo bastante longevo, frugal e resistente, o que lhe faz dele um animal bastante eficaz em diversos trabalhos agrícolas. Não obstante, seu principal interesse continua residindo em sua proximidade com o tarpã. Durante o século XX, a raça tem sido objeto de diversos métodos de criação que procuraram potencializar as características de seu antepassado extinto, e obter assim uma "reprodução" dele que pudesse ser liberta áreas protegidas e cobrisse o nicho ecológico que a extinção do tarpã deixou em aberto. Atualmente existem manadas de koniks melhorados que vivem em liberdade em algumas zonas da Polónia, Lituânia, Holanda e Inglaterra, e por esse motivo a raça é considerada semi-assilvestrada. O Cavalo de Heck, obtidos do cruzamento de koniks com pôneis da Escócia e da Islândia, pode ser encontrado em algumas zonas da Alemanha.

CaracterísticasEditar

A raça tem uma construção forte e atarracadao, cabeça pequena com um perfil reto, e um pescoço de inserção baixa fora do peito. O Konik tem um peito profundo, crina espessa, e frequentemente a pelagem é de um ruão azulado, muitas vezes coloquialmente chamado de "rato-cinzenta". O Konik é curto em altura, que costuma girar em torno de 130 a 140 cm,[3] e seu peso vai de 350 a 400 kg.

Referências

  1. a b Tadeusz Jezierski, Zbigniew Jaworski: Das Polnische Konik. Die Neue Brehm-Bücherei Bd. 658, Westarp Wissenschaften, Hohenwarsleben 2008, ISBN 3-89432-913-0
  2. Volf, J. (1979). «Tarpanoidni kun ("konik") a jeho chov v Popielne (Polsko)"/ "The tarpanoid horse ("konik") and its breeding in Popielno (Poland)». Gazella. 2: 67–73 
  3. Stud-book of Origin of Konik polski breed. Polski Związek Hodowców Koni (Polish Horse Breeders Association). Accessed December 2013.