Abrir menu principal
Como ler uma infocaixa de taxonomiaCedro-cheiroso
Cedrela odorata
Cedrela odorata
Estado de conservação
Espécie vulnerável
Vulnerável
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Sapindales
Família: Meliaceae
Género: Cedrela
Espécie: C. odorata
Nome binomial
Cedrela odorata
L.

O cedro-cheiroso (Cedrela odorata), também conhecido pelos nomes vulgares de acaju, cedro-fêmea, cedro-rosa, cedro-espanhol, cedro-vermelho, cedro-mogno e cedro-brasileiro[1] é uma árvore da família das meliáceas, com uma ampla distribuição natural, ocorrendo do México a Argentina. No Brasil ocorre na Floresta Atlântica, na Amazônia e mesmo na Caatinga.

CaracterísticasEditar

Chega a atingir 35 m de altura e 150 cm de diâmetro.

As suas folhas são compostas.

Possui caule rugoso.

As flores são amarelo-pálidas e aparecem de janeiro a maio. Os frutos são capsulares deiscentes com 2,0 a 3,5 cm de comprimento, encontram-se maduros de março a setembro. Suas folhas possuem formato de lâmina e 7 pares de folíolos e 11 folíolos opostos.[2]

A madeira caracteriza-se pelo seu cerne vermelho e é muito utilizada e apreciada na produção de mobília. É utilizada na produção de óleo essencial utilizado em perfumaria.

Em virtude de sua madeira de excelente qualidade, o cedro está ameaçado de extinção resultante da exploração excessiva. Pode ser utilizada para fins de carpintaria, construção naval e aeronáutica. Também é uma ótima aliada para restauração de florestas.

Seu sistema de reprodução é através do sistema sexual monóico e sua polinização é feita principalmente por mariposas e insetos[3].

O cedro brasileiro não deve ser confundido com o cedro do Líbano, que é uma Gimnosperma do gênero Cedrus. Provavelmente, Cedrela odorata recebeu o mesmo nome que o cedro (Cedrus) devido à boa qualidade da sua madeira e ao odor característico desta, semelhante ao do cedro-do-líbano.

Distribuição GeográficaEditar

A espécie possui ampla distribuição. No Brasil, encontra-se nos biomas de Floresta Amazônica e Mata Atlântica principalmente no Sul da Bahia e Norte do Espírito Santo.

Produção de MudasEditar

Após colher os frutos diretamente da árvore já abertos, colocá-los sob o sol para abertura e posteriormente liberação de sementes. Um quilo pode chegas a ter cerca de 33 mil sementes. Em seguida, deve-se semear canteiros em locais que cheguem luz solar e as sementes com uma fina camada de substrato. Esta espécie produz muitas plântulas nas cabrucas que podem ser colocadas diretamente em saquinhos para a produção de mudas.[4]

Referências

  1. «Brazilian cedar, British Guiana cedar, British Honduras cedar, Cedar, Cedre rouge, Cedro, Cedro oloroso, Cedro red, Central American cedar, Cigar box cedar, Epi, Guyana cedar, Honduras cedar, Jamaican cedar, Kapere, Mexican cedar - Cedrela odorata - Information on the Wood's Characteristics» (php) (em inglês). Woodworkerssource.com. Consultado em 13 de setembro de 2011 
  2. «Flora do Brasil 2020». reflora.jbrj.gov.br. Consultado em 16 de julho de 2018 
  3. «Cedrela odorata L. Cedro-cheiroso | Compêndio Online Gerson Luiz Lopes». sites.unicentro.br. Consultado em 16 de julho de 2018 
  4. Garate-Navarro, Mar Asunción; Arévalo-Gardini, Enrique; do Bomfim-Costa, Larissa Correa; da Costa-Silva, Delmira (1 de abril de 2017). «Pro-embrionary Somatic Structure of Three Cacao Genotypes (Theobroma Cacao l.) Using Staminodes». International Annals of Science. 2 (1): 28–32. ISSN 2456-7132. doi:10.21467/ias.2.1.28-32 

FontesEditar