Celestial (álbum de RBD)

álbum de RBD

Celestial é o terceiro álbum de estúdio do grupo musical mexicano RBD, lançado em 23 de novembro de 2006 através da EMI. A sua produção teve início na metade de 2006, após o término das gravações da telenovela Rebelde, depois do grupo finalizar os eventos promocionais do seu segundo trabalho de estúdio, Nuestro Amor (2005). O álbum foi gravado em estúdios de Los Angeles e Cidade do México, sob a produção de Carlos Lara e Armando Ávila. Celestial dividiu opiniões entre os críticos especialistas em música contemporânea, com elogios sendo feitos a algumas canções do disco por soarem cativantes, enquanto outros foram negativos quanto aos vocais do grupo e sua produção por considerem similar a "formula" usada nos anteriores.

Celestial
Álbum de estúdio de RBD
Lançamento 21 de novembro de 2006 (2006-11-21)
Gravação 2006
Cidade do México
Los Angeles
Gênero(s)
Duração 44:29
Formato(s)
Gravadora(s)
Produção
Cronologia de RBD
¿Que Hay Detrás de RBD?
(2006)
Rebels
(2006)
Singles de Celestial
  1. "Ser O Parecer"
    Lançamento: 18 de setembro de 2006 (2006-09-18)
  2. "Celestial"
    Lançamento: 11 de março de 2007 (2007-03-11)
  3. "Bésame Sin Miedo"
    Lançamento: 28 de junho de 2007 (2007-06-28)
  4. "Dame"
    Lançamento: 12 de agosto de 2007 (2007-08-12)

A nível comercial, nos Estados Unidos, a obra estreou na décima quarta posição da parada Billboard 200 — o pico mais alto já alcançado por qualquer disco do RBD — e tornou-se o segundo consecutivo dos artistas a liderar a parada de álbuns latinos. O material alcançou as posições de número nove na parada de álbuns do México e ao alcançar a marca de cem mil unidades comercializadas no país, recebeu o certificado de platina e ouro pela Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas (AMPROFON). No continente europeu, conseguiu posicionar-se dentro das cinquenta melhores posições das tabelas de álbuns da Espanha e Croácia. Até março de 2008, já havia movido oito milhões de unidades ao redor do mundo.

De Celestial foram divulgados quatro singles, dos quais "Ser O Parecer" foi o único a conseguir alcançar o número um em várias paradas em todo o mundo por semanas e o primeiro single do RBD a alcançar a liderança da tabela de canções latinas. Com esta canção, o grupo obteve o melhor desempenho de sua carreira na parada Billboard Hot 100, onde se tornou sua primeira canção a alcançar o top 20 da tabela. De modo a promover o trabalho, o RBD fez várias apresentações ao vivo nas quais interpretou canções do álbum em programas de televisão como o Mi TRL e AOL Music, e cerimônias como os prêmios Juventude e o Fox Sports. Ademais, embarcaram na sua segunda digressão musical, intitulada Tour Celestial (2007—08).

Antecedentes e produçãoEditar

Após o término das gravações da telenovela Rebelde e da finalização dos eventos promocionais de seu segundo trabalho de estúdio, Nuestro Amor (2005), o RBD retornou aos estúdios de gravação em Los Angeles e Cidade do México, onde iniciaram as gravações de seu terceiro disco de estúdio Celestial, sob a produção de Carlos Lara e Armando Ávila. O produto final foi lançado pela EMI em 23 de novembro de 2006 no México e em 24 de novembro de 2006 nos Estados Unidos e no resto da América Latina.[1]

Celestial incluiu uma versão em espanhol de "The Little Voice", originalmente gravada pela cantora sueca Sahlene e mais tarde pela cantora americana Hilary Duff, em seu álbum Metamorphosis (2003); o cover foi intitulada "Tu Dulce Voz". Outra faixa cover do álbum, "Bésame Sin Miedo", é a versão em espanhol da canção "Kiss Me Like You Mean It", da cantora e atriz Sara Paxton. O álbum foi relançado como Celestial (Fan Edition) no México em 26 de junho de 2007 e em 10 de julho de 2007 nos Estados Unidos. A versão mexicana de Celestial (Fan Edition) contém um CD com a lista de faixas da versão padrão do álbum, além de "The Family", a música tema do sitcom estrelado pelo grupo: RBD, la familia (2007), e os remixes de "Tu Amor", "Tal Vez Después" e "Ser o parecer".[2]

Arte da capaEditar

A integrante do RBD, Anahí, cuidou da imagem e estilo adotados pelo do grupo em Celestial, então para o figurino ela se inspirou em roupas urbanas, tentando imitar as vestes usadas por mendigos de rua.[3] A sessão de fotos de Celestial aconteceram em alguns trilhos de trem, becos e ambientes urbanos localizados em Los Angeles, Califórnia.[4] A arte da capa para a edição padrão do álbum mostra os membros do RBD olhando atentamente para a câmera, vestindo roupas esfarrapadas, em frente a um pano de fundo do que parece ser uma folha de metal azul. A contracapa do CD mostra os cantores em alguns trilhos de trem.[5] Para a capa da edição de fã do álbum, foi usada as mesmas fotos anteriores, que mostra o RBD em frente a um fundo azul com detalhes em fúcsia.[6]

Crítica profissionalEditar

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic[1]      
Amazon.com[7] negativa
MSN Music[8]      
Territorio da Música[8]      

Após seu lançamento, Celestial recebeu críticas díspares dos críticos de música contemporânea. Jason Birchmeier do banco de dados Allmusic deu ao álbum uma classificação de 3,5 de 5 estrelas, comentando que "os produtores Carlos Lara e Armando Ávila [...] continuam com sua fórmula vencedora e terminam com algumas canções de destaque: "Tal Vez Después", "Ser O Parecer" e "Dame"," explicando que eles são importantes para tornar o "álbum cativante". Finalmente, ele acrescenta; "No final, uma abordagem pré-fabricada, sem dúvida, passa a soar genérica e, de fato, Celestial não é tão diferente de Nuestro Amor (no entanto, a saída do compositor Max di Carlo, que escreveu os sucessos iniciais [do grupo], incluindo sua música tema "Rebelde", diferencia-o de seu anterior). Mas, como acontece com qualquer produto de massa com investimento pesado, geralmente vale a pena dar aos clientes o que eles querem e esperam, e o Celestial realmente deve agradar a base de todo o hemisfério de fãs do grupo pop adolescente, bem como os executivos da EMI [...]."[1]

Joey Guerra, portal Amazon.com, debateu em sua crítica: "Seria bom elogiar a maturidade do grupo, mas não há quase nada nesta coletânea plastificável de pop meloso. Na verdade, os vocais do grupo parecem ainda mais limitados — particularmente o dos meninos — talvez porque eles não tiveram uma pausa desde o início da RBD-mania [para se dedicarem as aulas de canto]." Guerra ainda mostrou desprezo pela voz da integrante Dulce María, comentando que ela "guincha com todo o peso de um balão de [gás] hélio".[7] No entanto, os usuários do MSN Music deram a gravação uma classificação de 4,5 de 5 estrelas.[8] Em uma avaliação mista da obra, Catia Dechen, do portal Território da Música, destacando o sucesso do grupo, comentando: "Celestial certamente atingirá o sucesso de vendas dos discos anteriores, pois o grupo, que virou febre entre os adolescentes de vários países, além de investir em mídia, é carismático e mantém no novo álbum a já velha fórmula de conquista: jovens bonitos e repertório pop de fácil assimilação".[9]

Celestial ganhou os troféus de "Álbum Pop Latino do Ano — Dupla ou Grupo" e "Álbum Pop Latino do Ano" no Prêmio Billboard de Música Latina de 2007.[10] O projeto também venceu na categoria "Não Morro Sem Esse Álbum" do Prêmio Juventude[11][12] e recebeu nomeações ao Prêmios de Música Latina e Esportes de 2007,[13] e Prêmio O Nosso.[14]

PromoçãoEditar

SinglesEditar

"Ser O Parecer" foi divulgado como o primeiro single internacional de Celestial em 18 de setembro de 2006. Dois dias depois, a versão em português da música, "Ser Ou Parecer", foi liberada no Brasil.[15] Nos Estados Unidos, a canção alcançou o primeiro posto na parada de faixas latinas da Billboard.[16] A música também ficou em 84º lugar na Billboard Hot 100, tornando-se o primeiro single em espanhol do RBD a conseguir esse feito.[17] O lançamento recebeu uma indicação ao Prêmio Juventude de 2007 na categoria "Meu Ringtone Favorito".[18] Dirigido por Esteban Madrazo, videoclipe da obra foi filmado em São Paulo, Brasil e recebeu uma indicação ao Prêmio Juventude.[18]

Em 11 de março de 2007, o segundo single do álbum, a faixa-título "Celestial", foi lançada no México e no resto da América Latina. A obra foi escolhida através de uma pesquisa feita com a base de fãs do RBD e acabou alcançando as quarenta primeiras posições na tabela de rádios pop latinas dos EUA.[19][20] O videoclipe da faixa foi dirigido novamente por Madrazo e filmado no México, apresenta os membros do RBD como hippies curtindo um dia em um campo entre os vulcões Iztaccihuatl e Popocatepetl.[21] Na edição de 2007 do Prêmio Juventude recebeu nomeações nas categorias "Meu Videoclipe Favorito" e "Meu Ringtone Favorito".[18]

"Bésame Sin Miedo", foi eventualmente distribuído como o terceiro e último single de Celestial. A obra ficou em 15º lugar na parada de rádios pop e em 30º na tabela latina.[20] O videoclipe que o acompanha foi filmado no Castelo de Bran, popularmente conhecido como o castelo do Conde Drácula, na Romênia.[22] Para finalizar os trabalhos, "Dame" foi liberada como música de trabalho promocional apenas nos Estados Unidos. O lançamento alcançou a 38ª posição na parada latina.[20]

Apresentações ao vivoEditar

 Ver artigo principal: Tour Celestial

Em 2006, o RBD apresentou-se no programa americano Sábado Gigante, onde interpretou "Ser O Parecer".[23] Na edição de 2006 do Walmart Soundcheck, programa patrocinado pela rede de varejo Walmart, cantaram a mesma música.[24] Durante sua visita ao Brasil em 2006, eles apresentaram a canção no programa de TV brasileiro Domingo Legal.[25] Em dezembro de 2006, o grupo tocou "Ser O Parecer" no portal americano AOL Music; nesta apresentação em particular, no entanto, Anahí não esteve presente.[26]

Em 2007, estiveram pela segunda vez do Walmart Soundcheck. Desta vez, interpretaram algumas faixas do trabalho, como "Bésame Sin Miedo", "Dame" e "Celestial".[27] Em seguida, apareceram no programa de televisão americano CD USA, onde interpretaram algumas faixas de Celestial.[28] Enquanto visitavam à Romênia, apresentaram a faixa "Ser O Parecer" na Acasă TV. No dia 19 de junho, compareceram a 4º edição do Prêmio Juventude, onde interpretaram "Bésame Sin Miedo".[29] Em 20 de julho, voltaram ao Sábado Gigante na qual foram entrevistados pelo apresentador e cantaram "Celestial" e "Bésame Sin Miedo".[30] No dia 25 do mesmo mês, o RBD compareceu ao Ritmoson Latino — concerto intitulado "Confesiones en Concierto" — onde interpretaram "Ser O Parecer", juntamente com "Quizá", "Bésame Sin Miedo" e "Celestial".[31] Em dezembro, apresentaram as duas últimas canções no Teletón.[32] "Ser O Parecer" ainda foi apresentado no dia 12, no Prêmio Fox Sports em Miami Beach, Flórida.[33] No dia 15 foi exibida a participação do RBD no programa Mi TRL, transmitido nos Estados Unidos pela MTV Tres, tocando as composições "Celestial" e "Bésame Sin Miedo".[34] Para encerrar 2007, eles se apresentaram no programa mexicano Otro Rollo e no El Show de Cristina, de Miami, onde deram voz a "Bésame Sin Miedo", "Celestial" e "Ser O Parecer" em ambos os locais.[35]

Após o término oficial da promoção de Celestial, em 1º de fevereiro de 2008, o RBD se apresentou nas festividades que antecederam o Super Bowl XLII, onde cantaram novamente "Ser O Parecer".[36] A mesma canção foi cantada em 20 de março no especial de televisão americano Feliz 2008, apresentado por Don Francisco.[32] Em 24 de março, compareceram na gala da TVE na Espanha, onde voltaram a apresentar a canção. Em 19 de julho, a banda se apresentou no concerto organizado para comemorar o aniversário de 50 anos da Televisa em Monterrei, México, onde cantaram faixas do álbum.[37] Por último, em 25 de outubro, o grupo executou canções de Celestial em uma das últimas apresentações de sua carreira no show Exa TV no México, que foi transmitido pela rede de televisão mexicana TeleHit.[38]

Para promover ainda mais o álbum, o RBD deu início sua terceira turnê mundial de shows, intitulada Tour Celestial e iniciou-se em 20 de abril de 2007 em Guaiaquil, Equador.[39] A turnê passou pelos Estados Unidos e Europa, além da América do Sul e Central. As visitas da banda à Romênia e Espanha durante 2007 surpreenderam a indústria do entretenimento latino-americana, ao mesmo tempo que deram à banda a oportunidade de conquistar o mercado musical espanhol, um dos mais competitivos do mundo.[40] Em 22 de junho de 2007, como resultado de suas apresentações de sucesso na Espanha, durante uma das passagens da Tour Celestial pelo país, em um show único no Estádio Vicente Calderón de Madrid, perante a 40 mil pessoas, gravaram o seu terceiro álbum ao vivo, Hecho en España, onde o grupo exibiu o seu material único e o domínio do palco.[41]

Lista de faixasEditar

Celestial – Edição padrão
N.º TítuloCompositor(es)Produtor(es) Duração
1. "Tal Vez Después"  
Armando Ávila 3:06
2. "Ser O Parecer"  Armando ÁvilaÁvila 3:31
3. "Dame"  Carlos LaraCarlos Lara 4:04
4. "Celestial"  Lara 3:27
5. "Quizá"  
  • Ávila
  • Boyzo
  • Ángel Luque
Ávila 3:32
6. "Bésame Sin Miedo"  
  • Chico Bennett
  • Jon Ingoldsby
  • Lara (versão)
Lara 3:31
7. "Tu Dulce Voz"  
  • Patrick Berger
  • DioGuardi
  • Boyzo (versão)
Ávila 3:19
8. "Algún Día"  LaraLara 4:07
9. "Me Cansé"  
  • Carolina Rosas
  • Gabriel Else
Ávila 2:41
10. "Aburrida y Sola"  LaraLara 3:53
11. "Es Por Amor"  
  • Sandra Baylac
  • Cachorro López
  • Sebastián Schon
Lara 3:17
12. "Quisiera Ser"  
Lara 4:09
13. "Rebels (Tu Amor / Wanna Play / Cariño Mio / I Wanna Be The Rain)"  
  • Khris Kellow
  • RedOne
  • Andrea Martin
  • Peter Stengaard
2:00
Duração total:
44:47
Celestial – Edição de Fã
N.º TítuloCompositor(es) Duração
14. "The Family"    3:43
15. "Tu Amor [Chico Latino Remix]"    5:43
16. "Tal Vez Después [Remix]"    5:59
17. "Ser O Parecer [Remix]"    6:31
Celestial – Edição de Fã (DVD)
N.º Título Duração
1. "El Ensayo
N.º Título Duração
1. "Nuestro Amor"    
2. "Ser O Parecer"    
3. "Solo Quédate En Silencio"    
4. "Tras de Mí"    
5. "Tu Amor"    
"  
 
3. "Vídeos
N.º Título Duração
1. "Nuestro Amor"    
2. "Tu Amor"    
3. "Ser O Parecer"    
4. "Celestial"    
"  
 
4. "Karaoke
N.º Título Duração
1. "Rebelde"    
2. "Un Poco De Tu Amor"    
3. "Sálvame"    
4. "Enséñame"    
5. "Solo Quédate en Silencio"    
6. "Nuestro Amor"    
7. "Tras de Mí"    
8. "Este Corazón"    
9. "Aún Hay Algo"    
10. "No Pares"    
"  
 

CréditosEditar

Créditos adaptados das notas do encarte do álbum.

Instrumentação

Produção

  • Camilo Lara: A&R, produção executiva
  • Melissa Mochulske: Coordenação de A&R
  • Güido Laris: arranjos, programação, direção vocal
  • Iván Machorro: arranjos, programação
  • Luis Luisillo Miguel: produção adicional
  • Emilio Ávila: produção executiva
  • Pedro Damián: produção executiva
  • Hula+Hula: design gráfico
  • BJ: cabelereiro
  • Angela Kalinowski: cabelereiro
  • Antonio Rivera: cabelereiro
  • Armando Becerril: maquiagem
  • Javier de la Rosa: maquiagem
  • Marisol Alcelay: marketing, gerência de produto
  • Bernie Grundman: masterização
  • Armando Ávila: mixagem, produção, engenharia de gravação
  • Gustavo Borner: engenharia de mixagem, engenharia de gravação
  • Carlos Lara: direção musical, produção, direção vocal
  • Yvonne Venegas: fotografia
  • Roger Rosas: assistência de produção
  • Jorge González: Coordenação de A&R
  • Carolina Palomo: coordenação de produção
  • Ignacio Segura: assistência de gravação
  • Pablo Chávez: engenharia de gravação
  • Scott Conrad: engenharia de gravação
  • Brian Kahanek: engenharia de gravação
  • Juan Carlos Moguel: engenharia de gravação
  • Ruy Fulguera: engenharia de cordas
  • Sergio Zamudio: direção vocal
  • Christopher Lawrence: figurinista

Desempenho comercialEditar

No México, Celestial estreou na 46º colocação da parada de álbuns do país — tendo vendido cem mil réplicas em seu primeiro dia de lançamento.[42][43] Em sua décima semana na tabela, o produto subiu para o nono posto.[44] Devido às vendas eventuais de mais de cento e cinquenta mil unidades no país, o trabalho foi certificado com ouro e platina pela Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas (AMPROFON).[45] Nos Estados Unidos, a obra comercializou 137 mil unidades em seus quatro primeiros dias de liberação,[46] o que o fez estrear na décima quinta posição da parada Billboard 200.[47] Com essas vendas, tornou-se a maior estreia de um álbum latino de 2006 no país — e a segunda melhor estreia de um álbum em espanhol naquele momento — atrás apenas de Fijación Oral Vol. 1 (2005) da cantora colombiana Shakira.[48] Celestial tornou-se o primeiro e único lançamento do RBD a atingir o pico dentro do top 20 da tabela supracitada.[47] Enquanto na parada de álbuns latinos da Billboard a gravação debutou na posição máxima — onde ficou por 9 semanas consecutivas na tabela — conseguindo terminar 2007 como o disco latino mais vendido do ano nos EUA.[49] Desde seu lançamento até 2008, Keith Caulfield, da mesma revista, revelou que o disco já havia comercializado um total de 498 mil réplicas nos Estados Unidos, de acordo com os dados fornecidos pela Nielsen SoundScan.[50] Ao redor do continente americano, Celestial recebeu o certificado de ouro no Chile e Equador, e platina na Venezuela.[51][52][53]

Na Europa, a obra também teve uma recepção mediana. Na Espanha, foi lançado em 12 de março de 2007 e alcançou a posição número 2 por duas semanas na parada de discos monitorada pela Productores de Música de España (PROMUSICAE).[54] Ao alcançar a marca das quarenta mil unidades comercializadas no território, a empresa, posteriormente, concedeu-lhe uma certificação de ouro.[55] Na Croácia, Celestial alcançou a posição 37 na parada de álbuns do país divulgada pela Croatian Airplay Radio Chart (CARC).[56] Na Romênia, foi atribuído a obra o certificado de platina.[57] Veículos de imprensa afirmam que o álbum chegou a vender 8 milhões de cópias internacionalmente até março de 2008.[58]

Tabelas semanaisEditar

Histórico de lançamentoEditar

País/Região Data Formato Gravadora
México 23 de novembro de 2006[67] CD, download digital EMI
Estados Unidos 24 de novembro de 2006[1]
Espanha 5 de março de 2007[68]
México 26 de junho de 2007 (Edição de Fã) CD, CD+DVD, download digital
Mundo 10 de julho de 2007[69]

Referências

  1. a b c d «RBD -Celestial». Allmusic (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020 
  2. «"Celestial – Edición Especial" release». Opendisc.net (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2020 
  3. «[2006] RBD en VIP – [2/3]». HTV (em espanhol) 
  4. «Anahi cuenta como Christopher le avento una Rata». Youtube (em espanhol). Consultado em 22 de junho de 2020 
  5. «Carátula Frontal de Celestial – Rbd». Coveralia (em espanhol). Consultado em 22 de junho de 2020 
  6. «Carátula Frontal de Celestial (Fan Edition) – Rbd». Coveralia (em espanhol). Consultado em 22 de junho de 2020 
  7. a b «Celestial - RBD». Amazon.com (em inglês). 24 de novembro de 2006. Consultado em 22 de junho de 2020 
  8. a b c «Celestial - RBD». MSN Music (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2020 
  9. Rafael Sartori (12 de dezembro de 2007). «RBD: Celestial». Territorio da Música. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2020 
  10. «Maná, nominados a los Billboard Latinos». Igooh (em inglês). 15 de fevereiro de 2007. Consultado em 22 de junho de 2020 
  11. «Lista de ganadores a Premios lo Nuestro 2007». Music Starx (em espanhol). 24 de fevereiro de 2007. Consultado em 11 de junho de 2013 
  12. Carlos Barria. «RBD acapara docena de premios Juventud». La Prensa (em ea). Consultado em 11 de junho de 2013. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  13. «Azteca América Presented a First of Its Kind Special Highlighting the Very Best of The People's Choice Awards (Los Ganadores de la Gente) from 1999 to 2007». Hispanic Business (em inglês). 12 de fevereiro de 2007. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  14. Carlos Barria. «RBD acapara docena de premios Juventud». La Prensa (em espanhol). Consultado em 11 de junho de 2013. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  15. «RBD, un éxito en Brasil». El Nuevo Diario (em espanhol). Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2020 
  16. «Aún Hay Algo - RBD». Billboard (em inglês). Consultado em 2 de março de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  17. «The Hot 100». Billboard (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  18. a b c «RBD encabeza las nominaciones a Premios Juventud 2007». People en Español (em espanhol). 4 de maio de 2007. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  19. «RBD - Latin Pop Songs Charts». Billboard (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  20. a b c «Latin Pop Songs». Billboard (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  21. People en Español (17 de novembro de 2006). «LQV: RBD estrena Celestial y da gracias». Consultado em 2 de março de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  22. «'Besame sin miedo', el nuevo video de RBD». Terra (em espanhol). 29 de agosto de 2007. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  23. «RBD - Ser O Parecer». Sábado Gigante. 2006. Univisión 
  24. «RBD - Ser O Parecer». Walmart Soundcheck. 2006. Walmart 
  25. Branco, Dannielle. «RBD faz sucesso no palco do Domingo Legal». OFuxico. Consultado em 22 de junho de 2020 
  26. «RBD - Ser O Parecer». AOL Music. Dezembro de 2006. AOL Music 
  27. «Walmart Soundcheck – RBD». Walmart (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2020 
  28. «RBD - Ser O Parecer/Celestial». DirecTV. 2007. CD USA 
  29. «Premios Juventud 2007». Univisión (em espanhol). Consultado em 22 de junho de 2020 
  30. «RBD en sabado gigante» (em espanhol). Consultado em 22 de junho de 2020 
  31. «SEE RANK RBD: Confesiones en concierto (2007)». IMDb (em espanhol). Consultado em 22 de junho de 2020 
  32. a b «RBD en el Teletón 2007». De Chismes (em espanhol). 8 de dezembro de 2007. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  33. «SENSACIONAL GRUPO DE POP MEXICANO RBD ENCABEZA ACTUACIONES MUSICALES EN PREMIOS FOX SPORTS 5TA.». Businesswire (em espanhol). 10 de dezembro de 2007. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  34. «RBD - "Celestial"/"Bésame Sin Miedo"». Mi TRL. 15 de dezembro de 2007. MTV Tres 
  35. «RBD ¡no para! y cierra el 2007 con broche de oro». Terra (em espanhol). 19 de dezembro de 2007. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  36. «RBD en el Super Bowl». Univisión (em espanhol). 26 de novembro de 2015. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  37. «Festeja Televisa Monterrey su 50 aniversario». La Columna (em espanhol). 20 de julho de 2008. Consultado em 22 de junho de 2020 
  38. «RBD – Rebelde – Concierto EXA 2008 – Tour Del Adios». YouTube (em espanhol). Consultado em 22 de junho de 2020 
  39. «El grupo RBD se presenta hoy en el estadio Alberto Spencer». El Universo (em espanhol). 20 de abril de 2007. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  40. «RBD comienza Tour Europa». Periódico Digital (em espanhol). Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  41. «Lanza RBD su disco 'Hecho en España'». noroeste.com.mx. 30 de outubro de 2007. Consultado em 2 de março de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  42. «RBD – Bio». VH1 (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  43. «RBD». Caracol (em espanhol). 26 de novembro de 2015. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  44. a b «RBD – Celestial (Asociacion Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas)». Asociacion Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2020 
  45. a b «Certificações (México) (álbum) – RBD – Celestial» (em espanhol). Digite RBD na caixa sob o cabeçalho da coluna ARTISTA e Celestial na caixa sob TÍTULO. Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 22 de junho de 2020 
  46. «ScHoolboy Q Heading for No. 1 on Billboard 200 Albums Chart». Billboard (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020 
  47. a b c «RBD – Celestial (Billboard 200)» (em inglês). Billboard 200. Billboard. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 22 de junho de 2020 
  48. Cobo, Leila (9 de dezembro de 2006). «RBD Celestial Success - Buscar página 6». Billboard (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020 
  49. «Jay-Z Reclaims His 'Kingdom' With No. 1 Debut». Billboard (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020 
  50. a b «Ask Billboard: LaBelle, RBD, Tim McGraw». Billboard (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2020 
  51. a b «RBD: tiene nuevo Disco de Oro». Plaza Espectáculos (em espanhol). 28 de novembro de 2006. Consultado em 22 de junho de 2020 
  52. a b «Iniciará RBD en Ecuador su gira mundial». Esmas (em espanhol). Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 22 de junho de 2020 
  53. a b «RBD alcanza Disco de Platino con "Celestial" en Venezuela». Univision. 17 de Setembro de 2006. Arquivado do original em 22 de junho de 2020 
  54. a b «RBD – Celestial (Productores de Música de España)» (em inglês). Productores de Música de España. Consultado em 22 de junho de 2020 
  55. a b «Certificações (Espanha) (álbum) – RBD – Celstial» (PDF) (em espanhol). Productores de Música de España. Arquivado do original (PDF) em 22 de junho de 2020 
  56. a b «RBD – Celestial (Croatian Airplay Radio Chart)» (em inglês). Croatian Airplay Radio Chart. Consultado em 10 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2020 
  57. a b «RBD logra disco de oro en Rumania». TVyEspectáculos (em espanhol). 30 de julho de 2007. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 5 de Setembro de 2007 
  58. «Grupo mexicano RBD fará visita ao Brasil». Extra (em espanhol). 27 de março de 2008. Consultado em 22 de junho de 2020 
  59. «Top 25 Musical CDs - FOR WEEK ENDING JANUARY 20, 2007». Hot 100 Brasil. 29 de janeiro de 2007. Consultado em 24 de julho de 2012 
  60. «RBD – Celestial (Latin Pop Albums)» (em inglês). Latin Pop Albums. Billboard. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 22 de junho de 2020 
  61. «RBD – Celestial (Top Latin Albums)» (em inglês). Top Latin Albums. Billboard. Consultado em 22 de junho de 2020. Arquivado do original em 22 de junho de 2020 
  62. «Top 100 Album 2006» (PDF) (em espanhol). Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas. Arquivado do original (PDF) em 19 de fevereiro de 2006 
  63. «Promusicae España: Top 50 álbumes 2007» (PDF). Arquivado do original (PDF) em 19 de fevereiro de 2006 
  64. «Top Billboard 200 – Year-End 2007». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 25 de junho de 2010 
  65. «Top Latin Albums – Year-End 2007». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 25 de junho de 2010 
  66. «Top Latin Pop Albums – Year-End 2007». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 25 de junho de 2010 
  67. «RBD – Celestial». discogs (em espanhol). 23 de novembro de 2006. Consultado em 22 de junho de 2020 
  68. «RBD editará el 5 de marzo su nuevo disco en España, 'Celestial'». Los 40 Principales (em espanhol). 13 de fevereiro de 2007. Consultado em 22 de junho de 2020 
  69. «Celestial (Fan Edition) – RBD». AllMusic (em inglês). 10 de julho de 2007. Consultado em 22 de junho de 2020