Centro Universitário Estácio da Bahia

centro universitário privado com fins lucrativos em Salvador, Bahia
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a instituição de ensino superior. Para a empresa de educação (outras instituições da marca "Estácio"), veja YDUQS.

O Centro Universitário Estácio da Bahia é uma instituição de ensino superior privada brasileira fundada em 1996 no bairro de Costa Azul, de Salvador, com o antigo nome Centro Universitário da Bahia - faculdades integradas da Bahia, e que hoje faz parte do grupo de universidades YDUQS.[2][3][4] São aproximadamente 11 mil alunos matriculados entre os 19 cursos de graduação (bacharelados e licenciaturas) e 12 cursos de graduação tecnológicas, divididos entre seus três câmpus.[1]

Centro Universitário Estácio da Bahia
Estácio FIB
Nomes anteriores Centro Universitário da Bahia - Faculdades Integradas da Bahia
Fundação 12 de abril de 1996 (25 anos)
Tipo de instituição privada
Mantenedora YDUQS
Localização Salvador, Bahia, Brasil
Reitor(a) Paulo Roberto Cordeiro Rocha
Total de estudantes 15 000 (2007)[1]
Graduação 11 000 (2007)[1]
Pós-graduação 4 000 (2007)[1]
Cores da escola Azul
Verde
Branco

              

HistóriaEditar

Na década de 1990, criou o primeiro curso de graduação em Administração Hoteleira da Bahia, em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia (ABIH-BA).[5] A portaria ministerial de autorização do funcionamento do curso foi publicada em diário oficial em dezembro de 1997, permitindo o curso de Administração com habilitações em Administração Geral e Administração Hoteleira.[6]

Em 2004, a FIB se transformou em centro universitário conforme normas do Ministério da Educação (MEC). Isso a permitiu ofertar cursos novos e mais vagas nos cursos existentes sem prévia autorização do ministério.[1]

Em 2005, 6,77% das matrículas realizadas em Salvador foram na FIB, segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).[1]

Em 2011, o curso de Farmácia perdeu 32 vagas, das 106 que ofertava, por ter obtido resultado insatisfatório em avaliações do MEC na Bahia. A redução ocorreu em outras instituições do país, nos cursos de farmácia, enfermagem e odontologia, por também receberem nota 1 ou 2 no Conceito Preliminar de Curso (CPC) de 2010.[7]

Era mantida pela Sociedade Tecnopolitana da Bahia (STB),[6][8] a qual foi presidida nos anos de 2006 e 2007 por Nelson Manoel de Mello Souza[1] e foi um sociedade sem fins lucrativos até outubro de 2005, quando foi transformada em sociedade empresária.[1] Em 2010, a Estácio Participações incorporou a STB e outras 14 instituições à Sociedade de Ensino Superior, Médio e Fundamental (IREP),[9] instituição mantenedora desde então.[10]

EstruturaEditar

 
Fachada do prédio tombado onde funciona o Câmpus Fratelli Vita.

O Centro Universitário Estácio da Bahia tem ampla estrutura de ensino e oferece cursos de graduação e pós-graduação lato sensu e stricto sensu em diversas áreas do conhecimento. Também é conhecida pela oferta de Cursos de Férias abertos à comunidade, nos meses de julho e janeiro.

Campus e PolosEditar

Gilberto GilEditar

Com instalações adequadas ao ensino e à integração de todos os órgãos que compõem sua estrutura educacional, o campus Gilberto Gil dispõe de estacionamento, salas climatizadas, diversos laboratórios para pática acadêmêmica e profissional, , área de convivência, livre acesso à internet, bibliotecas e tudo que alunos, funcionários e professores necessitam para as atividades educacionais.[11]

Fratelli VitaEditar

O Campus Fratelli Vita fica na Rua Barão de Cotegipe, na região da cidade baixa de Salvador. Nele são ministradas as aulas dos cursos de Administração, Gestão Ambiental, Logística, Serviço Social, entre outros. Possui salas de aulas amplas, climatizadas e gadgets multimídia, biblioteca com acervo atualizado, NPJ, área de convivência para os alunos, estacionamento e modernos laboratórios de informática.[12]

Costa AzulEditar

Além de salas climatizadas, praça de alimentação e delicatessen, serviço de gráfica e copiadora, área de convivência e estacionamento, a FIB também dispõe de Laboratórios que atendem as necessidades de professores e alunos dos cursos.[13]

Referências

  1. a b c d e f g h «PROSPECTO PRELIMINAR DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA DE UNITS DE EMISSÃO DA Estácio Participações» (PDF). sistemas.cvm.gov.br. 12 de Julho de 2007. Consultado em 25 de junho de 2018 
  2. Adtile (13 de outubro de 2006). «Faculdade baiana cria site sobre turismo». hoteliernews.com.br. Consultado em 25 de junho de 2018 
  3. FIB - Centro Universitário. Sobre a FIB: Localização. Acesso em 13 de julho de 2008.
  4. «Estácio :: Unidades :: Centro Universitário Estácio da Bahia :: Campi :: BA :: Salvador :: Fratelli Vita». portal.estacio.br. Consultado em 3 de maio de 2017 
  5. «História». Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia. Consultado em 25 de junho de 2018 
  6. a b SOUZA, PAULO RENATO (22 de dezembro de 1997). «PORTARIA N 2.250. DE 19 DE DEZEMBRO DE 1997» (PDF). Imprensa Nacional. Diário Oficial (247-E). Consultado em 25 de junho de 2018 
  7. Moreira, Renata; Agência Brasil (29 de novembro de 2011). «Cortadas 365 vagas de cursos de farmácia e enfermagem na Bahia». Portal A TARDE. Consultado em 25 de junho de 2018 
  8. «FIB é condenada a pagar indenização de R$ 25 mil a enfermeira». Varela Notícias. 11 de setembro de 2012. Consultado em 25 de junho de 2018 
  9. Valor Online (30 de junho de 2010). «Estácio anuncia incorporação de 15 instituições pela IREP». O Globo. Consultado em 25 de junho de 2018 
  10. «Estácio :: Unidades :: Centro Universitário Estácio da Bahia :: CPA - Avaliação Institucional :: Relatório de Autoavaliação». portal.estacio.br. Consultado em 26 de junho de 2018 
  11. História campus Gilberto Gil Portal Estácio da Bahia
  12. História campus Fratelli Vita Portal Estácio da Bahia
  13. História campus Costa Azul Portal Estácio da Bahia

Ligações externasEditar