Abrir menu principal

Wikipédia β

Centro financeiro

Centro financeiro é uma área urbana que funciona como principal polo financeiro e comercial de uma cidade. Geralmente, a área do centro financeiro é pequena, em comparação com o tamanho total da cidade ou da região metropolitana. Na maioria das vezes, concentra os arranha-céus mais altos de uma cidade e possui as maiores taxas de densidade populacional de uma região metropolitana.

Dentre características principais, estão a presença de sedes de grandes empresas e outros pontos de interesse, como pontos turísticos; de lojas e serviços de renome internacional; de indústrias tercerizadas; de prédios mais altos do que a maioria das edificações do restante da localidade; e de tráfego intenso.

UsoEditar

 
Centro financeiro do Rio de Janeiro

Uma cidade também pode abrigar mais de um centro financeiro, como Nova Iorque, nos Estados Unidos, São Paulo, no Brasil, Tóquio, no Japão, e Londres, no Reino Unido. Todas são as maiores cidades e principais centros financeiros de seus países.

No coração de Nova Iorque está localizado o centro cosmopolita e financeiro do mundo, a ilha de Manhattan.[1] Algumas de suas regiões são a Lower Manhattan, localizada no sul de Manhattan, onde está localizada Wall Street e NASDAQ; Midtown Manhattan, o qual abriga os maiores arranha-céus e muitos outros atrativos; e o Brooklyn.

 
Centro Financeiro da Marginal Pinheiros, São Paulo

Já na cidade de São Paulo existem 7 centros financeiros. O principal deles, a Avenida Paulista, abriga sedes de bancos, multinacionais, hotéis e se impõem como um dos principais pontos turísticos e culturais da cidade. O centro da cidade, que apesar de ter sido ofuscado pelas centralidades econômicas mais recentes, abriga a Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&FBOVESPA), diversas empresas e hotéis. Contudo, existem outras centralidades fora do núcleo geográfico, como a Avenida Brigadeiro Faria Lima e os bairros do Brooklin e Vila Olímpia, na região oeste da cidade, que se destacam por sua intensa e moderna verticalização, pela presença de hotéis de luxo e empresas multinacionais. Alphaville, bairro situado no município de Barueri, na Região Metropolitana de São Paulo. Conta com diversos edifícios modernos e se destaca por ser um dos principais centros de negócios da metrópole. Vale destacar também o Jabaquara como centro financeiro, pois abriga centros empresariais e sedes de banco (Itaú), e está próximo ao Aeroporto de Congonhas e à Rodovia dos Imigrantes.

Tóquio, uma das maiores e mais importantes cidades do planeta, é uma metrópole de influência mundial. Abriga algumas das 25 de maiores empresas de manufatura do mundo, sendo o maior centro industrial e financeiro do Japão, e o principal da Ásia.

Atualmente Londres é a cidade mais globalizada do planeta, sendo assim, recebe também o título de maior centro financeiro do mundo, ao lado de Nova Iorque e Tóquio.

Algumas megacidades como Tóquio, Nova York, Hong Kong, Londres, Paris e Los Angeles também são consideradas cidades globais pelo Globalization and World Cities Study Group & Network (GaWC), por interligarem-se fortemente a outros centros de influência econômica mundial,[2][3] contando com grandes empresas instaladas em várias partes do mundo.

Ver tambémEditar

Referências