Abrir menu principal
Cerco de Vicksburg
Guerra Civil Americana
Battle of Vicksburg, Kurz and Allison.png
A batalha de Vicksburg.
Data 18 de maio4 de julho de 1863
Local Condado de Warren, Mississippi
Desfecho Vitória da União
Beligerantes
Flag of the United States (1861-1863).svg Estados Unidos Flag of the Confederate States of America (1863–1865).svg Estados Confederados da América
Comandantes
Flag of the United States (1861-1863).svg Ulysses S. Grant Flag of the Confederate States of America (1863–1865).svg John C. Pemberton (prisioneiro)
Forças
77 000 33 000
Baixas
4 835 mortos ou feridos 3 202 mortos ou feridos
29 495 capturados
Pintura "Primeiros em Vicksburg" mostra a ofensiva inicial das tropas da União contra as linhas Confederadas.

O Cerco de Vicksburg (18 de maio – 4 de julho de 1863) foi uma grande batalha travada no contexto da Campanha de Vicksburg durante a Guerra Civil dos Estados Unidos. Numa série de manobras, Ulysses S. Grant, major-general da União, que comandava o Exército do Tennessee, atravessou o rio Mississippi e forçou o recuo do exército confederado, liderado pelo tenente-general John C. Pemberton, que havia montado uma posição defensiva na cidade de Vicksburg, no Mississippi.[1][2]

Depois que dois grandes ataques frontais (nos dias 19 e 22 de maio) contra as linhas confederadas foram repelidos com grandes perdas, o general Grant decidiu iniciar um prolongado cerco a cidade em 25 de maio. Sem receber reforços e com poucos suprimentos, os confederados ainda conseguiram resistir por um pouco mais de quarenta dias, mas foram obrigados a se render a 4 de julho. Cinco dias depois, um outro exército confederado se rendeu aos militares da União em Port Hudson. Com isso, as tropas do governo dos Estados Unidos assumiu o controle total do importante rio Mississippi.[3]

A vitória nortista em Vicksburg, junto com a derrota do general Robert E. Lee em Gettysburg, que aconteceram no mesmo período, é considerado pelos historiadores como o momento em que o sul começou a categoricamente perder a guerra. Nos últimos dois anos de conflito seria a União a tomar a iniciativa de quase todas ofensivas e batalhas.[4]

Referências

  1. Ballard, Michael B. Vicksburg, The Campaign that Opened the Mississippi. Chapel Hill: University of North Carolina Press, 2004. ISBN 0-8078-2893-9.
  2. Ballard, Michael B. Grant at Vicksburg: The General and the Siege. Carbondale, IL: Southern Illinois University Press, 2013. ISBN 978-0-8093-3240-3.
  3. Korn, Jerry, and the Editors of Time-Life Books. War on the Mississippi: Grant's Vicksburg Campaign. Alexandria, VA: Time-Life Books, 1985. ISBN 0-8094-4744-4.
  4. Foote, Shelby. The Civil War: A Narrative. Vol. 2, Fredericksburg to Meridian. New York: Random House, 1958. ISBN 0-394-49517-9.