Abrir menu principal

Cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 1992

(Redirecionado de Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 1992)
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2009). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 1992, aconteceu no dia 25 de Julho de 1992, no Estádio Olímpico de Montjuic.

Índice

ProgramaçãoEditar

¡Hola!Editar

A primeira parte da cerimônia, começou após a contagem regressiva de 25 segundos, com um ramo de flores desenhado no centro do estádio, e, soando uma música composta por Carles Santos, o ramo vira vários outros desenhos até formar a palavra "Hola!". No fim, é formado o logotipo dos jogos.

HinosEditar

As bandeiras de Catalúnia, Barcelona e Espanha entram no estádio. Assim, é tocado o hino de Catalúnia, para a entrada das autoridades, para depois, ser tocado a Marcha Real. Para finalizar este segmento, 7 aviões da Patrulha Aérea Espanhola cruzam o estádio de Leste à Oeste.

BenvingutsEditar

Montserrat Caballé e Josep Carreras interpretam a tradicional canção catalã de boas-vindas "Benvinguts". Com isso, 600 bailarinos, todos vestidos de branco, formam os cinco anéis olímpicos e dançam a sardana,a dança tradicional catalã aonde qualquer um pode entrar. No fim, esses bailarinos fazem o desenho de um coração e levantam panos vermelhos.

Terra de PaixãoEditar

360 percussionistas entram no estádio, representando as mais antigas tradições medievais das terras de Aragão. Depois, 300 músicos surgem. Junto com eles, pessoas fantasiadas de elementos que fazem parte de uma pintura espanhola aparecem no palco. Os músicos formam um grande círculo no centro do estádio. Logo após, no palco, aparece Plácido Domingos, que ao som de sua música, subitamente entra Cristina Hoyos montada em um cavalo negro. Assim, continuando no centro das antenções, Cristina interpreta a dança flamenca para finalizar este segmento.

El Mar MediterráneoEditar

Neste segmento, foi apresentada a cultura mediterrânea, cultura do "Mar Olímpico". Começa com a primeira corrida olímpica, realizada por Hércules, uma corrida de leste a oeste, guiada pelos raios do sol. Cruza os limites do mundo e cria o Mar Mediterrâneo.

Depois, na representação, um barco é atacado por um terrível monstro. Apenas um dos tripulantes sobrevive,este funda a cidade de Barcelona. No fim deste segmento um mosaico gigante é indicado em um lado do estádio que representa as Ramblas e as torres do templo da Sagrada Família

Ryuichi SakamotoEditar

Neste segmento, Ryuichi Sakamoto, um compositor japonês da trilha do filme "O Último Imperador da China", se apresenta. Este foi o segmento de "passagem" da parte artística para a parte protocolar.

Desfile das DelegaçõesEditar

Na introdução, 18 crianças com uma roupa branca, fizeram acrobacias ao entrarem no estádio. Depois, 5 fileiras de crianças(na ordem da direita para esquerda, azul, amarelo, preto, verde e vermelho) entraram no estádio, também fazendo acrobacias.O COOB tinha duas línguas oficiais o espanhol e catalão.Pela Carta Olímpica quando isso acontece a língua oficial deve ser a francesa,a mesma carta obriga que a Grécia por ter sido o berço dos Jogos Olímpicos seja a primeira delegação a entrar.

Ordem País Nome em Catalão Nome em Espanhol Porta-bandeira Esporte
1  GRE Grècia Grecia Labros Papakostas Salto em Altura
2  AFG Afganistan Afganistan Não enviou Atletas
3  RSA Sud-africa Sudafrica Jan Tau Maratona
4  ALB Albània Albania Kristo Robo
5  ALG Algèria Algeria
6  GER Alemanya Alemania Manfred Klein Remo
7  AND Andorra Andorra Maggy Moreno Salto em Altura
8  ANG Angola Angola Nacera Boukamoun
9  ANT Antigua i Barbuda Antigua y Barbuda
10  AHO Antilles Holandeses Antillas Neerlandesas
11  KSA Aràbia Saudita Arábia Saudí
12  ARG Argentina Argentina Marcelo Garraffo Hóquei sobre Grama
13  ARU Aruba Aruba Lucien Dirksz
14  AUS Austràlia Australia Jenny Donnet
15  AUT Áustria Austria Elisabeth Max-Theurer
16  BAH Bahames Bahamas
17  BRN Bahrain Beréin
18  BAN Bangla Desh Bangladesh
19  BAR Barbados Barbados
20  BEL Bèlgica Belgica Frans Peeters
21  BIZ Belize Belice
22  BEN Bénín Benin Sonya Agbéssi Atletismo
23  BER Bermudes Bermudas
24  BHU Bhutan Bhután Jubzhang Jubzhang Tiro com Arco
25  BOL Bolívia Bolivia Policarpio Calizaya Atletismo
26  BIH Bòsnia i Hercegovina Bosnia Herzegovina
27  BOT Botswana Botswana
28  BRA Brasil Brasil Aurélio Miguel Judô
29  BRU Brunei Brunei Não enviou Atletas
30  BUL Bulgària Bulgaria Ivailo Yordanov Luta
31  BFA Burkina Faso Burkina Faso
32  ICA Illes Caiman Islas Caiman
33  CMR Camerun Camerun
34  CAN Canadà Canada Michael Smith Atletismo
35  CAF República Centreafricana Republique Centroafricana
36  CHI Xile Chile
37  CHN República Popular de la Xina República Popular de la China Song Ligang Basquetebol
38  CYP Xipre Chipre Marios Hadjiandreou Salto Triplo
39  COL Colombia Colombia
40  CGO República del Congo República del Congo
41  COK Illes Cook Islas Cook
42  KOR Corea República del Corea
43  CIV Costa d'Ivori Costa del Marfil
44  CRC Costa Rica Costa Rica
45  CRO Croàcia Croacia Goran Ivanisevic Tênis
46  CUB Cuba Cuba Hector Millan Greco Romana
47  DEN Dinamarca Dinamarca Jørgensen Bojsen-Møller Vela
48  DJI Djibouti Djibouti
49  DOM República Dominicana República Dominicana
50  ECU Equador Ecuador Maria Cangá Judô
51  EGY Egipte Egipto
52  UAE Emirats Àrabs Unis Emirados Árabes Unidos
53  EUN Equip Unificat Equipo Unificada Aleksandr Karelin Greco Romana
54  SLO Eslovènia Eslovenia
55  USA Estats Unis d'Amèrica Estados Unidos de America Francie Smith Maratona
56  EST Estònia Estonia Heino Lipp Decatlo
57  ETH Etiòpia Etiopia
58  FIJ Fiji Fiji
59  FIN Finlàndia Finlandia Harri Koskela Greco Romana
60  FRA França Francia Jean François Lamour Esgrima
61  GAB Gabon Gabon
62  GAM Gàmbia Gambia
63  GHA Ghana Ghana
64  GBR Gran Bretanya Gran Bretaña Steve Redgrave Remo
65  GRN Granada Granada
66  GUM Guam Guam
67  GUA Guatemala Guatemala
68  GUI Guinea Guinea
69  GEQ Guinea Equatorial Guinea Equatorial
70  GUY Guaiana Guyana
71  HAI Haití Haiti
72  HON Hondures Honduras
73   HKG Hong Kong Hong Kong
74  HUN Hongria Hungary Tibor Komaromi
75  IND Índia India
76  INA Indonèsia Indonesia
76  IRI Repùblica Islàmica de l'Iran República Islámica del Iran
77  IRQ Iraq Irak
78  IRL Irlànda Irlanda
79  ISL Islàndia Islándia
80  ISR Israel Israel
81  ITA Itàlia Italia
82  JAM Jamaica Jamaica
83  JPN Japó Japon
84  JOR Jordània Jordania
85  LAO Laos Laos
169  ESP Espanya España D.Felipe de Borubon Vela

Bandeira OlímpicaEditar

Ao som da música de Agnes Baltsa como cantora e Mikis Theodorakis como maestro, a bandeira olímpica entrou no estádio. O Hino Olímpico foi cantado por Alfredo Kraus, nas duas línguas oficiais dos Jogos.O espanhol e o catalão.

Tocha OlímpicaEditar

A tocha olímpica foi conduzida por grandes atletas espanhóis, até chegar a flecha de Antonio Rebollo, arqueiro paraolímpico, que lançou o fogo até a pira.[1]

JuramentosEditar

Luis Doreste Blanco, ouro em Los Angeles 1984, fez o juramento dos atletas. Quando estava falando, ele esqueceu o seguinte trecho: "Que participareos en estos juegos olimpicos...Compliendo con sus regulamientos...". O dos árbitros foi feito por Eugeni Asensio, árbitro da FINA.

"Amigos Para Siempre"Editar

Os jogos já começaram com um recorde mundial, a maior bandeira olímpica do mundo, com 114 metros de largura, e tudo isso, ao som de "Amigos Para Siempre"

ControvérsiasEditar

O arqueiro paraolímpico Antonio Rebollo disparou uma flecha com fogo até a Pira Olímpica desde o lado oposto do estádio.[1] Ele foi orientado para a flecha passar por cima da Pira Olímpica o gás que manteria a ela acesa já estava ligado.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Sánchez, Alberto Sisí (5 de agosto de 2016). «Os momentos mais pop das cerimônias de abertura da Olimpíada». EL PAÍS. Consultado em 15 de julho de 2019