Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde outubto de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Chengde, conhecida como Jehor ou Rehe, é uma cidade de nível provincial da província de Hebei que se localiza a nordeste de Pequim, na República Popular da China. É famosa pelo Mountain Resort, um engenhoso jardim imperial e palácio usado pelos imperadores da dinastia Qing como uma moradia de verão. A população atual é de aproximadamente de 449,325 habitantes com um aumento de 5,13% de 2018 para 2019, ano das estatísticas apresentadas.

HistóriaEditar

Em 1703, o povoado foi escolhido pelo imperador Kangxi como local para sua residência de verão. Construído ao longo do século XVIII, o Mountain Resort foi usado pelos imperadores Yongzheng e Qianlong. Atualmente, o sitio é um Patrimônio Mundial da UNESCO. Desde que a sede do governo seguiu o imperador, Chengde foi um centro político do império chinês durante esses tempos.

Sob a República da China, Chengde era a capital da província de Rehe. De 1933 a 1945, a cidade estava sob controle japonês como parte do estado fantoche da Manchúria, conhecido como Manchukuo. Após a Segunda Guerra Mundial, o Kuomintang recuperou a jurisdição. Em 1948, o Exército de Libertação Popular assumiu o controle de Chengde. Permaneceria parte de Rehe até 1955, quando a província foi abolida e a cidade foi incorporada em Hebei. A cidade é lar de grandes populações de minorias étnicas, mongóis e manchus em particular.

"Cidades Irmãs"Editar

Chengde tem parcerias com:


  Este artigo sobre geografia da República Popular da China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Chengde