Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura a bebida, veja chope.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Os chopes são um povo do sul de Moçambique, principalmente dos distritos de Zavala e Inharrime, na província de Inhambane.

Chopes
População total

800.000

Regiões com população significativa
 Moçambique
Línguas
chope, português
Religiões
Animismo, Cristianismo

Este povo viveu tradicionalmente da agricultura de subsistência, mas muitos abandonaram as suas terras natais para se mudarem para as cidades.

Os chopes têm a sua própria língua, um idioma tonal pertencente à família de línguas bantu. Muitos falam igualmente o guitonga ou o português como língua secundária.[1]

Os seus povos vizinhos incluem o grupo étnico dos changanas que vivem no sudoeste, na província de Gaza, e que invadiram o território chope no século XIX. Historicamente, alguns chopes foram escravizados e outros tornaram-se trabalhadores migrantes na África do Sul.[carece de fontes?]

Os chopes são conhecidos internacionalmente pelo instrumento musical mbila e dança associada, uma manifestação cultural conhecida desde o tempo de Gungunhana, que foi considerada pela Unesco Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade.

Os chopes identificam-se culturalmente, como povo, com o elefante.[carece de fontes?]

Referências

  Este artigo sobre Moçambique é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.