Chrystian & Ralf

dupla sertaneja brasileira

Chrystian & Ralf foi uma dupla sertaneja brasileira formada pelos irmãos José Pereira da Silva Neto (Goiânia, 3 de novembro de 1956São Paulo, 19 de junho de 2024), conhecido artisticamente como Chrystian, e Ralf Richardson da Silva (Goiânia, 15 de junho de 1961), conhecido artisticamente como Ralf.[1][2]

Chrystian & Ralf
Informação geral
Origem Morrinhos, Goiás
País  Brasil
Gênero(s)
Período em atividade 19822000
20012021
Gravadora(s) RGE (1983–1986)
Continental (1986–1991)
BMG Ariola (1991–1993)
Warner Music Brasil (1993–2000)
Abril Music (2001–2002)
Indie Records (2002–2004)
Independente (2004–2021)
Ex-integrantes José Pereira da Silva Neto (Chrystian)
Ralf Richardson da Silva (Ralf)
Página oficial chrystianeralf.com.br

Lançaram 20 álbuns, 32 coletâneas e 2 DVDs acústicos, além de vídeos independentes, chamados pocket shows.[3] Ganharam 15 discos de ouro, 9 de platina, 2 de platina triplo, 4 de diamante nos anos de 1988, 1989, 1992, 1993 e 1 de diamante com a trilha sonora da novela da TV Globo O Rei do Gado e O Rei do Gado 2, em 1996, com a música "Mia Gioconda", com a participação de Agnaldo Rayol, somando mais de 1 milhão de cópias vendidas. Considerando os LPs, CDs, DVDs, SMDs e coletâneas, a dupla vendeu mais de 15 milhões de cópias, além de terem milhões de acessos em seus vídeos pocket show no YouTube.[1] Embora os números certificados pela ABPD tenham se iniciado apenas a partir de 1990, esses seriam os cálculos aproximados. Chrystian & Ralf tiveram alguns trabalhos independentes sem grandes gravadoras e selos, lançados no formato de SMD, criado por Ralf, para disputar de igual para igual com os preços dos chamados "CDs piratas", mas não houve aceitação pelas grandes gravadoras.[4] Em 2017 a dupla lançou em seu canal no YouTube o Pocket Show 3, que é o pocket mais visualizado da dupla. A dupla adotou essa estratégia como uma forma de agradar os fãs com seus sucessos. Em duas semanas o Pocket 3 já tinha 6 milhões de visualizações.[1]

A dupla era famosa pelo som agudo de suas canções e foi reconhecida como a "dupla mais afinada do Brasil".[5]

Carreira

editar

Chrystian & Ralf já cantavam desde a infância. São filhos de Eunice Jesus Silva e Mário Pereira da Silva.[1][3]

Chrystian, antes da formação da dupla, cantava em inglês e gravou uma música para a novela Cavalo de Aço em 1973, "Don't Say Goodbye".[6][7]

O primeiro disco da dupla foi lançado em 1983, que lhe garantiu o primeiro Disco de Ouro.[8]

Em 1993 Chrystian & Ralf fizeram a turnê "Viajantes da Canção" para mostrar que a dupla não cantava apenas música sertaneja, pois na turnê cantavam ópera, passando por Elis Regina e Dalva de Oliveira.[8]

Reconhecida nacionalmente e internacionalmente, foi a primeira dupla sertaneja a gravar em formato de CD, e também a primeira dupla a vender 1 milhão de cópias de LPs, o que foi considerado um feito histórico nos anos de 1988 a 1990, feito alcançado somente pelo cantor Roberto Carlos.[8]

Chegaram a ganhar um Prêmio Sharp de Música Brasileira, sendo a única dupla sertaneja a ganhar esse prêmio, e também gravaram um CD em espanhol em 1989 que vendeu 500 mil cópias, alcançando sucesso em toda a América Latina e com várias apresentações nos Estados Unidos, com shows para um público de 70 mil pessoas.[8]

A dupla se tornou famosa por ter várias músicas nas trilhas sonoras de novelas da TV Globo, do SBT e da TV Record. Somente o CD da trilha sonora de O Rei do Gado, lançado em 1996 com a música "Mia Gioconda", que teve a participação de Agnaldo Rayol, vendeu mais de 1 milhão de cópias, o que levou a dupla a gravar um clipe na Itália e a ganhar uma medalha pelo tema. Conseguiram também grande êxito em Portugal, onde se apresentaram.[8]

A dupla fez parte do "quinteto de ouro da música sertaneja", já que sempre esteve entre as cinco maiores duplas do Brasil, tendo várias músicas regravadas por duplas e cantores do chamado sertanejo universitário.[5]

Separação

editar

Em 2000 a dupla se separou e eles lançaram seus próprios trabalhos individuais.[9] Chrystian lançou um disco com músicas inéditas, intitulado Beijo Final, com duas músicas que seriam regravadas anos mais tarde: "Tá no Meu Coração", por Edson & Hudson em 2005 no álbum Galera Coração, e "Foi Só Engano" (único single do álbum) por Zezé Di Camargo & Luciano em 2006 no álbum Diferente. Ralf lançou um disco com regravações de sucessos da música sertaneja, porém todas em italiano, intitulado Solo Italiano.

Em 2001 a dupla voltou com o disco De Volta.[9]

Em 2021 a dupla anunciou a separação definitiva e ambos passaram a seguir carreira solo.[10][11][12] Chrystian confirmou uma turnê solo intitulada "Romance", enquanto o irmão Ralf iniciou um projeto com o cantor Eduardo Costa, chamado "Mitos".[13][14]

SMD e SMDV

editar

Em 2005, a dupla lançou o álbum Chrystian & Ralf, o primeiro gravado em SMD.[15] O álbum vendeu em apenas oito dias 200 mil cópias, chegando a ganhar um disco de platina em três semanas de vendas. Segundo Ralf, o SMD seria uma arma ao combate à pirataria de CDs, porém as grandes gravadoras preferiram continuar lançando CDs, o que fez com que ele vendesse a patente a uma empresa interessada na ideia.[16][17]

Esse formato de armazenamento de áudio inventado por Ralf, o Semi Metalic Disk, assim como o Semi Metalic Disk Video, é um CD com um preço mais baixo do que os convencionais, cerca de R$ 5 o CD, e R$ 8 o DVD.[8][18]

Discografia

editar

Álbuns de estúdio

editar

Coletâneas

editar

Participações Especiais

editar
  • Jerônimo (1984)
  • Pery Ribeiro (1991)
  • Altemar Dutra (1992)
  • Emoção em Dose Dupla (1992)
  • Biafra (1994)
  • Amigos 2 (1996)
  • Clássicos Sertanejos (1996)
  • Saudades de Tião Carreiro (1996)
  • Gilberto Barros (1997)
  • Tributo a Leandro (1998)
  • Nossa Senhora (1999)
  • Direito de Viver (2001)
  • Direito de Viver 2 (2002)
  • Zezé Di Camargo & Luciano (2005)

Referências

  1. a b c d «Com mais de 30 anos de carreira, Chrystian & Ralf comemoram independência musical». Tribuna do Paraná. 30 de julho de 2019. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  2. «'Próximos 5 anos é Chrystian sozinho', diz sertanejo ex-dupla com Ralf». www.uol.com.br. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  3. a b News, Campo Grande. «Com sucessos de 32 anos de carreira, Chrystian e Ralf fazem show sábado». Campo Grande News. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  4. «Ralf, da dupla Chrystian & Ralf, fecha acordo a favor do SMD - O Fuxico». O Fuxico. 18 de novembro de 2005. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  5. a b JCNET (12 de maio de 2010). «Após jejum de nove anos, a dupla Chrystian e Ralf volta com inéditas». Cultura. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  6. «Chrystian tem reeditado álbum solo em inglês que gravou nos Estados Unidos antes de formar dupla sertaneja com Ralf». G1. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  7. «15 artistas brasileiros que cantavam em inglês nos anos 70 | Memória». VEJA SÃO PAULO. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  8. a b c d e f «Cópia arquivada». Consultado em 10 de novembro de 2008. Arquivado do original em 6 de dezembro de 2008 
  9. a b «Confira cinco duplas sertanejas que se separam após brigas - Entretenimento». Diário Gaúcho. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  10. «Irmãos Chrystian e Ralf encerram dupla após 40 anos e deixam de seguir nas redes sociais». Extra Online. 22 de novembro de 2021. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  11. «Chrystian e Ralf encerram dupla após 40 anos de carreira». Metrópoles. 23 de novembro de 2021. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  12. «Christian & Ralf encerram parceria e param de se seguir em redes sociais». ISTOÉ Independente. 22 de novembro de 2021. Consultado em 2 de fevereiro de 2023 
  13. «Sertanejo Chrystian lança música solo após 40 anos da dupla com Ralf». F5. 4 de dezembro de 2021. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  14. «Eduardo Costa pretende lançar projeto milionário com cantor Ralf». Terra. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  15. «Reportagem: Leonardo Rodrigues - 'CD genérico' do cantor Ralf tentou mudar a música, mas esbarrou no sistema». www.uol.com.br. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  16. «Folha de S.Paulo - Fabricante de CDs usará patente de cantor sertanejo - 29/08/2007». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  17. Internet (amdb.com.br), AMDB (13 de agosto de 2007). «Gravadoras resistem ao SMD, alternativa ao CD». Rolling Stone. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  18. «Ralf: sobre SMD, pirataria e internet». UOL Música. Consultado em 7 de fevereiro de 2022