Ciclogênese

A onda frontal inicial (ou área de baixa pressão) forma-se na localização do ponto vermelho na imagem. Normalmente é perpendicular à formação de nuvens em sistemas semelhantes à camadas. (camada baroclínica) visto em imagens de satélite durante o estágio inicial do ciclogênese. A localização do eixo do jet stream de altos níveis está em azul-claro

Ciclogênese (PT-BR) ou ciclogénese (PT-PT) é o desenvolvimento ou fortalecimento de uma circulação ciclônica na atmosfera (uma área de baixa pressão).[1] Ciclogênese é um termo geral para vários processos diferentes, todos os quais resultam no desenvolvimento de alguns tipos de ciclone. Pode ocorrer em várias escalas, desde a microescala até a escala sinótica. Ciclones extratropicais formam-se como ondas ao longo de frentes meteorológicas antes de se ocluir mais tarde durante a sua existência ciclônica como ciclones de núcleo frio. Ciclones tropicais formam-se devido ao calor latente conduzido por significativas atividades tempestuosas, e são de núcleo quente. Mesociclones formam-se como ciclones de núcleo quente sobre terra e podem levar a geração de tornados. Trombas de água podem também se formar de mesociclones, mas se desenvolvem mais freqüentemente em ambientes de alta instabilidade e baixos ventos de cisalhamento verticais. Ciclogênese é o oposto de ciclólise e tem um equivalente anticiclônico (sistemas de alta pressão) que contribui para a formação de anticiclonesanticiclogênese.[2]

Ver tambémEditar

  Portal da
meteorologia

Referências

  1. «Cyclogenesis» (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2006. Arquivado do original em 30 de agosto de 2006 
  2. American Meteorological Society (Junho de 2000). «American Meteorological Society Glossary - Cyclogenesis» (em inglês)  Parâmetro desconhecido |acessdata= ignorado (ajuda)
  Este artigo sobre Meteorologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.