Cimarron uruguayo

Cimarron uruguayo[Nota] é uma raça canina assilvestrada e recentemente redomesticada oriunda do Uruguai. A sua origem, bem como a de muitas outras raças, é bem discutida. Embora se saiba que descendam de cães espanhóis e portugueses abandonados na colônia. Descende provavelmente do Cão Fila de São Miguel,[1] cujo porte e aparência são muito semelhantes. Este cão tornou-se selvagem durante a guerra da independência do Uruguai no final do século XVIII, tendo uma população selvagem muito grande, causando problemas aos fazendeiros da região. Como consequência disto, o Governo do país naquela época promoveu incentivo para que se exterminasse a raça que se encontrava na natureza, tendo sido mortos mais de 300 mil cães em estado selvagem.[2] Algumas matilhas conseguiram escapar do extermínio e foram domesticadas,[3] selecionados ao longo dos anos e agora estes caninos tornaram-se animais de trabalho usados como cão de guarda e boiadeiro. Fisicamente podem chegar a pesar 45 kg e medir 61 cm na altura da cernelha.[4]

Cimarron Uruguayo
Cimarron Uruguaio, com orelhas cortadas ao estilo "urso"
Nome original Cimarrón uruguayo
Outros nomes Cimarron uruguaio
País de origem Uruguai
Características
Peso 45 kg
Altura até 61 cm na cernelha
Classificação e padrões
Federação Cinológica Internacional
Grupo 2 - Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossos e Cães de Montanha, e Boieiros Suíços
Seção 2 - Molossos, tipo Dogue
Estalão #353 - 10 de abril de 2006
Cimarron Uruguayo
cimarron uruguaio
cão macho de dois anos (2004)

Referências

http://cimarronesfronteiraoeste.blogspot.com/2013/03/cimarron-uruguaio-um-pouco-de-sua.html

Ver tambémEditar


BibliografiaEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre cães é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.