Abrir menu principal

Wikipédia β

Laranja-azeda

(Redirecionado de Citrus aurantium)

A laranja-azeda ou laranja-amarga (Citrus aurantium) é uma espécie de citrino da família Rutaceae.[1] Contém vitamina C, minerais como o potássio e fibras alimentares como a pectina.

Como ler uma infocaixa de taxonomiaCitrus aurantium L.
Pomeranzen BMK.jpg

Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Sapindales
Família: Rutaceae
Género: Citrus
Espécie: Citrus aurantium (L.)
Sinónimos
Aurantium acre (Mill.), Citrus aurantium subsp. amara (L.), Citrus hystrix (H. Perrier), Citrus vulgaris (Risso).

Outras espécies com usos similares: Citrus medica L. (cidra).

Índice

Nomes popularesEditar

Laranja-azeda, laranja-bigarade, laranja-cavalo, laranja-da-china, laranja-da-terra, laranja-de-sevilha, laranja-de-umbigo, laranja-doce, laranja-flor, laranja-morgote, laranja-natal, laranja-pêra, laranja-valência, laranja-sevilhana, laranja silvestre, laranjeira, laranjeira-comum, laranjeira-da-china, laranjeira-doce, morgote, pomo-das-hosperides, pomo-de-bacho, pomo-de-ouro, tangerina-morgote, bergamoteira.

EstudosEditar

Estudos clínicos mostram que componentes do citrus aceleram o metabolismo, promovendo um maior gasto de calorias e, consequentemente, a queima de estoques de gordura. Apesar de ter uma ação próxima à da efedrina (Ephedra sinica), proibida por acelerar os batimentos cardíacos e a pressão arterial, aumentando o risco de insônia, infarto e derrame, essas substâncias extraídas da laranja amarga são mais seguras. A laranja se liga a receptores encontrados no tecido gorduroso, ativando o metabolismo e a queima de gordura sem interferir no sistema cardiovascular.

Se você malhar, os benefícios vêm em dobro: além da queima de gordura gerar mais energia, o citrus estimula a liberação de adrenalina, substância que deixa a gente mais ativa, melhorando a performance e ganhando mais massa magra, desde que seu treino inclua sessões de musculação. O citrus também deixa os aminoácidos mais acessíveis para a formação da proteína.

Constituintes químicosEditar

Propriedades medicinaisEditar

Alcalinizante, antiartrítica, antidepressiva, corbútica, antiespasmódica, antiinflamatória, anti-reumática, anti-séptica, antiulcerogênica, aperiente, calmante, carminativa, colagoga, depurativa, digestiva, diurética, estimulante, estomacal, febrífuga, hipotensora, laxante, rejuvenescedora, relaxante, sedativa, sudorífico, vermífuga, vitaminizante, inibidora de apetite.

Segundo Ferro (2008), Citrus aurantium pode ser utilizada como calmante, usando casca do fruto, flores, frutos e entrecasca. Coadjuvante no tratamento da obesidade, usando: pericarpos imaturos; extratos padronizados a 6% rico em sinefrina, diminui o apetite e aumenta a queima de gordura pelo corpo, visto que a sinefrina não ultrapassa a barreira hematoencefálica. É útil nos casos de constipação intestinal.

Segundo Arbo (2008), o componente mais ativo desta planta é a sinefrina, conhecida também como oxedrina, e afirma que essa substância tem efeito sobre o metabolismo e influência na saciedade e diminuição da motilidade gástrica. A fruta também é rica em pectina, fibra que forma uma espécie de esponja no organismo, dificultando a absorção de gorduras, carboidratos e colesterol.

Ver tambémEditar

Referências

2. FERRO, D. Fitoterapia: conceitos clínicos. São Paulo: Atheneu, 2008.

3. ARBO, M.D. Avaliação toxicológica de p-sinefrina e extrato de Citrus aurantium L. ( Rutaceas). Monografia. (Pós Graduação em ciências Farmacêuticas). Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2008.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre a ordem Sapindales, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.