Abrir menu principal

O Ranking de Xangai,[1] nome pelo qual é conhecido o Academic Ranking of World Universities, é um ranking de instituições de ensino superior feito até 2008 pela Universidade Jiao Tong de Xangai e desde então pela Shanghai Ranking Consultancy.[2]

O ranking compara mais de 1200 instituições de ensino superior, utilizando uma fórmula que toma em consideração:

Esta metodologia foi criada em um artigo acadêmico pelos seus proponentes.[3] Liu explica que o objetivo original do ranking era "medir a distância entre as universidades chinesas e de classe mundial, particularmente em termos de performance acadêmica ou de pesquisa."[4] Os rankings têm sido conduzidos desde 2003 anualmente.

É uma das três classificações internacionais de universidades mais influentes e amplamente observadas, juntamente com o QS World University Rankings e a Times Higher Education World University Rankings.[5][6][7]

RankingsEditar

Classificação das universidades segundo o ARWUEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. Silva, Samuel. «Ranking de Xangai: cinco universidades portuguesas nas 500 melhores do mundo». PÚBLICO. Consultado em 15 de agosto de 2017 
  2. Shanghai Jiao Tong University (2007). «Academic Ranking of World Universities». Graduate School of Education, Shanghai Jiao Tong University. Consultado em Feb 19 2008  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. N.C. Liu e Y Cheng 2005 “Academic ranking of world universities - methodologies and problems” Arquivado em 28 de março de 2012, no Wayback Machine., Higher Education in Europe, Vol. 30, No 2.
  4. N.C. Liu and Y Cheng 2008 “Academic ranking of world universities: FAQ”[1], acesso em junho de 2009
  5. Ariel Zirulnick. «New world university ranking puts Harvard back on top». The Christian Science Monitor 
  6. «We're fighting above our weight when it comes to uni rankings». The Australian 
  7. Indira Samarasekera and Carl Amrhein. «Top schools don't always get top marks». The Edmonton Journal. Cópia arquivada em 3 de outubro de 2010