Abrir menu principal

Wikipédia β

Medalha Fields
Medalha Fields
Descrição Concedido para pessoas que fizeram contribuições relevantes para as ciências matemáticas
Organização União Internacional de Matemática
Local Vários
País Vários
Primeira cerimónia 1936
Sítio oficial

Medalha Fields, oficialmente conhecida como Medalha Internacional de Descobrimentos Proeminentes em Matemática, é um prêmio concedido a dois, três ou quatro matemáticos com não mais de 40 anos de idade durante cada Congresso Internacional da União Internacional de Matemática (IMU), que acontece a cada quatro anos. O prêmio é muitas vezes visto como a maior honraria que um matemático pode receber.[1][2] A Medalha Fields e o Prêmio Abel têm sido muitas vezes descritos como o "Prêmio Nobel dos matemáticos" (mas são diferentes quanto à restrição de idade, pois a Medalha Fields é um prêmio concedido somente a jovens matemáticos de até 40 anos de idade, enquanto o Prêmio Abel leva em conta o conjunto da obra do matemático[3][4]).

O prêmio também oferece uma quantia em dinheiro, que desde 2006 tem sido de 15 mil dólares canadenses.[5][6] O nome coloquial da medalha é em homenagem ao matemático canadense John Charles Fields,[7] que foi uma pessoa importante no estabelecimento do prêmio, projetando a própria medalha e financiando o componente monetário da honraria.[7]

A medalha foi entregue pela primeira vez em 1936, para o matemático finlandês Lars Ahlfors e o matemático norte-americano Jesse Douglas, e tem sido entregue a cada quatro anos desde 1950. Sua finalidade é dar reconhecimento e apoio a jovens pesquisadores matemáticos que fizeram grandes contribuições para este campo da ciência.

Em 2014, Maryam Mirzakhani se tornou a primeira mulher, assim como a primeira iraniana a receber o prêmio, enquanto Artur Ávila tornou-se o primeiro matemático da América Latina a ser condecorado com a Medalha Fields.[8][9]

Índice

Laureados [10]Editar

Ano N.º Imagem Nome País Instituição de doutoramento, ano, orientador [11]
1936 1   Lars Valerian Ahlfors   Finlândia Helsingin Yliopisto (Finlândia), 1932,
Ernst Leonard Lindelöf e Rolf Nevanlinna
2   Jesse Douglas   Estados Unidos Columbia University (Estados Unidos), 1921,
Edward Kasner
1950 3   Laurent Schwartz   França Université Louis Pasteur (França), 1943,
Georges Valiron
4   Atle Selberg   Noruega Universitetet i Oslo (Noruega), 1943,
desconhecido
1954 5   Kunihiko Kodaira   Japão Tokyo Imperial University (Japão), 1949,

Shokichi Iyanaga

6   Jean-Pierre Serre   França Université Paris IV-Sorbonne (França), 1951,

Henri Cartan

1958 7   Klaus Friedrich Roth   Reino Unido University of London (Reino Unido), 1950,

Theodor Estermann

8   René Thom   França Université de Paris (França), 1951,

Henri Cartan

1962 9   Lars Hörmander   Suécia Lund University (Suécia), 1955,

Marcel Riesz e Lars Gårding

10   John Milnor   Estados Unidos Princeton University (Estados Unidos), 1954,

Ralph Fox

1966 11   Michael Atiyah   Reino Unido University of Cambridge (Reino Unido), 1955,

William Vallance Douglas Hodge

12   Paul Cohen   Estados Unidos The University of Chicago (Estados Unidos), 1958,

Antoni Zygmund

13   Alexander Grothendieck   França Université Henri Poincaré Nancy 1 (França), 1953,

Laurent Schwartz e Jean Dieudonné

14   Stephen Smale   Estados Unidos University of Michigan (Estados Unidos), 1957,

Raoul Bott

1970 15   Alan Baker   Reino Unido University of Cambridge, 1964, Harold Davenport
16   Heisuke Hironaka   Japão
17   Sergei Novikov   Rússia
18 John Griggs Thompson   Estados Unidos
1974 19   Enrico Bombieri   Itália Università di Milano, Giovanni Ricci
20   David Mumford   Estados Unidos Harvard University, 1961,
1978 21   Pierre Deligne   Bélgica
22   Charles Fefferman   Estados Unidos
23   Grigory Margulis   Rússia
24   Daniel Quillen   Estados Unidos
1982 25   Alain Connes   França
26   William Thurston   Estados Unidos
27   Shing-Tung Yau   China
  Estados Unidos
1986 28   Simon Donaldson   Reino Unido
29   Gerd Faltings   Alemanha
30   Michael Freedman   Estados Unidos
1990 31   Vladimir Drinfeld   Ucrânia
32   Vaughan Jones   Nova Zelândia
33   Shigefumi Mori   Japão
34   Edward Witten   Estados Unidos
1994 35   Efim Zelmanov   Rússia
36   Pierre-Louis Lions   França
37   Jean Bourgain   Bélgica Institut des Hautes Études Scientifiques (França) 1977, Freddy Delbaen
38   Jean-Christophe Yoccoz   França
1998 39   Richard Borcherds   África do Sul
  Reino Unido
40   William Timothy Gowers   Reino Unido
41   Maxim Kontsevich   Rússia
  França
42   Curtis McMullen   Estados Unidos
2002 43   Laurent Lafforgue   França
44   Vladimir Voevodsky   Rússia
2006 45   Andrei Okounkov Moscow State University (Rússia), 1995,

Alexandre Kirillov

46   Grigori Perelman St. Petersburg State University (Rússia), 1990,

Aleksandr Danilovich Aleksandrov e Yuri Burago

47   Terence Tao   Austrália Princeton University (Estados Unidos), 1996,

Elias Stein

48   Wendelin Werner   França Université Paris VI - Pierre et Marie Curie (França), 1993,

Jean-François Le Gall

2010 49   Elon Lindenstrauss   Israel Hebrew University (Israel), 1999,

Benjamin Weiss

50   Ngô Bảo Châu   Vietnã
  França
Université Paris-Sud XI - Orsay (França), 1997,

Gérard Laumon

51   Stanislav Smirnov   Rússia California Institute of Technology (Estados Unidos), 1996,

Nikolai G. Makarov e Victor Petrovich Havin

52   Cédric Villani   França 1998,

Pierre-Louis Lions

2014 53   Artur Ávila   Brasil
  França
Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Brasil), 2001,

Welington de Melo

54   Manjul Bhargava   Canadá
  Estados Unidos
Princeton University (Estados Unidos), 2001,

Andrew Wiles

55   Martin Hairer   Áustria Université de Genève (Suíça), 2001,

Jean-Pierre Eckmann

56 Maryam Mirzakhani   Irão Harvard University (Estados Unidos), 2004,

Curtis McMullen

Comparação com Prêmio NobelEditar

Quando uma mídia não especializada se refere à medalha Fields, dirigindo-se a um público que supostamente não a conheça, geralmente estabelecem uma analogia com o prêmio Nobel, por este ser mais conhecido, e citam a medalha Fields como o "Nobel da Matemática". Isso pode produzir a impressão incorreta de que o prêmio Nobel é uma distinção mais notável, e essa impressão inadequada acaba sendo corroborada pelos valores monetários que acompanham cada prêmio. No entanto são distinções de magnitude semelhante, no aspecto de méritos intelectuais dos laureados e relevância das contribuições para o desenvolvimento de sua área de investigação. Alguns consideram, inclusive, que a medalha Fields seja uma honraria superior ao Nobel,[12] pelos seguintes motivos:

  1. O prêmio Nobel é anual, enquanto a Medalha Fields é quadrienal.
  2. O Prêmio Nobel é oferecido em 6 categorias.
  3. Muitos trabalhos distinguidos com o Nobel são relativamente triviais, cujas descobertas emergiram espontaneamente dos estudos realizados, sem necessidade de um insight genial, ao passo que os trabalhos aos quais foram conferidas Medalhas Fields sempre exigiram um nível muito elevado de abstração, criatividade, um trabalho analítico profundo e rigoroso.
  4. Há mais fatores políticos e burocráticos associados à homologação do Nobel. Hitler foi indicado para o Nobel da Paz e quase foi laureado. Bush recebeu a oferta de um Nobel da Paz, se não invadisse o Iraque. Penzias e Wilson receberam o Nobel por um trabalho cujo mérito intelectual caberia a Gamow, Einstein nunca recebeu um Nobel por sua Teoria da Relatividade [mas ganhou em 1921 pela "Teoria do Efeito Fotoelétrico]", Zweig desenvolveu a Teoria dos Ases em 1961, antes de Gell-Mann, porém a revista para a qual enviou seu artigo recusou-se a publicá-lo, e em 1969 Gell-Mann recebeu o Nobel por sua Teoria dos Quarks, que é essencialmente igual à Teoria dos Ases de Zweig.[12][13][14]

De modo geral, a Medalha Fields representa com maior fidelidade os méritos intelectuais do matemático, enquanto o Nobel muitas vezes combina méritos com fatores políticos. Por estes motivos, alguns consideram a Medalha Fields uma distinção mais elevada que o Nobel. Como se trata de uma avaliação subjetiva, há margem para uma larga variedade de opiniões. Há também algumas controvérsias sobre o Prêmio Abel ser mais expressivo que a Medalha Fields.[15][16]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «2006 Fields Medals awarded» (PDF). American Mathematical Society. Notices of the American Mathematical Society. 53 (9): 1037–1044. Outubro de 2006 
  2. «Reclusive Russian turns down math world's highest honour». Canadian Broadcasting Corporation. 22 de agosto de 2006. Consultado em 26 de agosto de 2006 
  3. «Pesquisador brasileiro ganha prêmio equivalente a 'Nobel' de matemática». G1. Consultado em 30 de setembro de 2014 
  4. «Um Abel no lugar do Nobel». Revista Galileu. Consultado em 30 de setembro de 2014 
  5. «Maths genius turns down top prize». BBC. 22 de agosto de 2006. Consultado em 22 de agosto de 2006 
  6. Israeli wins 'Nobel' of Mathematics, JPost.com
  7. a b «About Us: The Fields Medal». The Fields Institute, University of Toronto. Consultado em 21 de agosto de 2010 
  8. «International Mathematical Union (IMU): 2014». Mathunion.org. Consultado em 14 de agosto de 2014 
  9. jobs. «Iranian is first woman to nab highest prize in maths : Nature News & Comment». Nature.com. doi:10.1038/nature.2014.15686. Consultado em 14 de agosto de 2014 
  10. «Fields Medallists» (em inglês). International Mathematical Union (IMU). Consultado em 26 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2015 
  11. «Mathematics Genealogy Project» 
  12. a b Hindemburg Melao Jr. (2014). «As 10 pessoas mais inteligentes do mundo» (PDF). Gerson Peres Batista, CXOL. Consultado em 31 de julho de 2015 
  13. Pleitez, V. «Feynman & Gell-Mann: Luzes, Quarks, Ação!». Revista Brasileira de Ensino de Física. 25 (3): 349-352. doi:10.1590/S1806-11172003000300015. ISSN 1806-1117 
  14. A. K. T. Assis, M. C. D. Neves (3 de julho de 1995). «History of the 2.7 K Temperature Prior to Penzias and Wilson» (PDF). IF da Unicamp, IF Universidade de Maringá. Consultado em 31 de julho de 2015 
  15. Nobel Prize, Fields Medal or Abel Prize. Gonisora. Acessado em 1 de agosto de 2015.
  16. Abel Prize Awarded: The Mathematicians' Nobel. Mathematical Association of America. Acessado em 1 de agosto de 2015.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Medalha Fields