Claudia Llosa

Claudia Llosa (Lima, 15 de Novembro de 1976) é uma cineasta peruana. É sobrinha do escritor Mario Vargas Llosa.

Claudia Losa
Nascimento 15 de novembro de 1976 (44 anos)
Lima
Ocupação Cineasta
Festival de Berlim
Urso de Ouro
2009

Em 2009 foi vencedora do Urso de Ouro no Festival de Berlim com o seu filme La teta asustada.

BiografiaEditar

É filha da artista Patricia Bueno Risso e do engenheiro Alejandro Llosa García e sobrinha do famoso escritor peruano Vargas Llosa. Têm duas irmãs, Patricia e Andrea. Estudou no Newton College, depois se graduou em Direção de Cinema na Universidade de Lima. Em1998, continuou seus estudos na Universidade de Nova York e em Sundance. Cursou mestrado de Roteiro Cinematográfico na Escola Universitária de Artes - TAI em Madrid. Reside em Barcelona, no bairro de Gracía desde o começo dos anos 2000.[1]

Iniciou sua vida profissional em uma empresa de publicidade que serviu para aprender o trabalho de distribuição e divulgação para suas obras.[1]

Recebeu um prêmio no Festival de Havana pelo roteiro, que mais tarde seria filmado, Madeinusa, em 2003. recebendo uma bolsa de estudos da Fundação Carolina, em 2004 e da Casa de las Américas para o Curso de Desenvolvimentos de Projetos Cinematográficos Ibero-americanos. Depois de realizar um mestrado em Madrid, dirigiu então seu roteiro de Madeinusa, filme rodado nos Andes peruanos, com o qual conseguiu diversos prêmios tais como Sundance, Roterdã e Mar del Plata.

Sua segunda obra, La teta asustada, estreou na edição de 2009, do Festival Internacional de Cinema de Berlim, onde obteve o Prêmio da Federação Internacional de Imprensa Cinematográfica (FIPRESCI) e logo o Urso de ouro, o prêmio máximo dado no Berlinale. Logo estreou na Espanha e finalmente no Peru. Ao redor de 2009 e 2010, recebeu diversos prêmios por esse filme em diferentes festivais internacionais. Em meados de 2010, o filme foi nomeado para o Óscar na categoria "Oscar de melhor filme internacional".[2]

No ano de 2010, participou na exposição (D)efecto Barroco, Políticas de la imagen hispana, realizado pelo Centro de Cultura Contemporânea de Barcelona, com o curta-metragem El niño pepita, produção destinada a analisar a função da imagem "mágica" em um contexto de saturação midiática.[3]

Como parte do projeto Fronteiras, uma série de curtas latino-americanos produzidos pelo canal de TV a cabo TNT, apresentou, no final de 2011, o curta-metragem Loxoro, que trata sobre as fronteiras entre o masculino e o feminino na comunidade gay e transexual do Peru.[4] O loxoro é uma língua cifrada com aspecto de dialeto que a comunidade transexual peruana utiliza como autoproteção.[5]

Em 2013, estreou como escritora com o conto La guerra de cristal inspirado em seu filho Alec.[6]

Em 2014, apresentou seu primeiro trabalho cinematográfico em inglês, Aloft (No llores, vuela) protagonizada por Cillian Murphy, Jennifer Connelly e Mélanie Laurent que inaugurou o Festival de Málaga de 2014, onde recebeu o prêmio de Melhor Fotografia.

Em 2017, foi reconhecida com o Prêmio Eloy de Língua Inglesa do Festival de Cinema Espanhol de Málaga que reconhece os realizadores mais ousados e inclassificáveis.[7]

FilmografiaEditar

Prêmios e IndicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Trabalho Indicado
2003 Festival de Havana Melhor Roteiro Não Publicado Madeinusa Venceu
2006 Festival de Sundance Prêmio do Júri: Drama Indicado
Festival Internacional de Cinema de Roterdão Prêmio FIPRESCI Venceu
Festival Internacional de Cinema de Mar del Plata Melhor Longa Latuino-Americano Venceu
Festival de Cinema de Lima Melhor Estreia: Segundo Lugar Venceu
CONACINE Venceu
Festival de Jeonju Prêmio Woosuk Indicado
Festival de Havana Grand Coral: Terceiro Lugar Venceu
Festival de Hamburg Prêmio da Crítica Venceu
Cine Ceará Longa-Metragem: Melhor Roteiro Venceu
Festival Internacional de Cinema de Chicago Gold Hugo: Competição de Novos Diretores Indicado
2007 Festival de Cartagena Menção Especial Venceu
Golden India Catalina: Melhor Filme Indicado
Festival de Cinema de Adelaide Longa Estrangeiro Indicado
2009 Festival Internacional de Cinema de Montreal Melhor Filme La teta asustada Venceu
Festival de Cinema de Lima Melhor Filme Peruano Venceu
CONACINE Venceu
Festival de Havana Grand Coral: Primeiro Lugar Venceu
Festival Internacional de Cinema de Guadalajara Prêmio Mayahuel Venceu
Festival de Gramado Kikito de Ouro: Melhor Filme Venceu
Kikito de Ouro: Melhor Direção Venceu
Goya Awards Melhor Filme Estrangeiro em Espanhol Venceu
Festival Internacional Cinemanila Prêmio Lino Brocka Venceu
Festival de Cinema de Bogotá Circuito Precolumbiano: Melhor Filme Venceu
Festival Internacional de Cinema de Berlim Urso De Ouro Venceu
Prêmio FIPRESCI Venceu
2010 Oscar 2010 Oscar de melhor filme internacional Indicado
Prémio Ariel Ariel de Prata: Melhor Filme Latino-Americano Indicado
Associação de Críticos da Argentina Condor de Prata Indicado
2012 Festival Internacional de Cinema de Berlim Teddy: Melhor Curta Loxoro Venceu
Urso De Ouro - Berlin Indicado
2014 Festival Internacional de Cinema de Berlim Urso De Ouro Aloft Indicado

Referências

  1. a b «Claudia Llosa, la desconocida sobrina cineasta de Mario Vargas Llosa». El Español (em espanhol). Consultado em 27 de junho de 2017 
  2. AGENCIAS (14 de fevereiro de 2009). «'La teta asustada' se lleva el Oso de Oro de la Berlinale». EL PAÍS (em espanhol). Consultado em 27 de junho de 2017 
  3. «(D)efecto Barroco en el CCCB». Consultado em 8 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2018 
  4. Cortometraje de Claudia Llosa integra proyecto Fronteras de TNT, El Comercio, Perú, 01/12/2011
  5. C.V, DEMOS, Desarrollo de Medios, S. A. de (24 de março de 2012). «La Jornada: Loxoro, voz de los transexuales peruanos ante estigmatización de una sociedad conservadora». www.jornada.com.mx (em espanhol). Consultado em 30 de dezembro de 2018 
  6. «Claudia Llosa debuta como escritora y presenta 'La Guerra de Cristal'». América Noticias (em espanhol). Consultado em 27 de junho de 2017 
  7. «Claudia Llosa: "Jamás me hubiera esperado un reconocimiento como este"». larepublica.pe (em espanhol). 9 de fevereiro de 2017. Consultado em 27 de junho de 2017 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Claudia Llosa