Portal Peru
ver    

Peru (pronunciado em português europeu[pɨˈɾu]; pronunciado em português brasileiro[peˈɾu]; em castelhano: Perú, pronunciado: [peˈɾu]; em quéchua e aimará: Piruw), oficialmente chamado de República do Peru (em espanhol: República del Perú; em quíchua: Piruw Ripublika; em aimará: Piruw Suyu), é um país sul-americano limitado ao norte pelo Equador e pela Colômbia, a leste pelo Brasil e pela Bolívia e ao sul pelo Chile. O seu litoral, a oeste, é banhado pelo oceano Pacífico.

O território peruano abrigou a civilização de Caral, uma das mais antigas do mundo, bem como o Império Inca, considerado o maior Estado da América pré-colombiana. O seu território foi elevado a vice-reinado pelo Império Espanhol, no século XVI. Atualmente, o Peru é uma república presidencialista democrática dividida em 25 regiões. A sua geografia é variada, exibindo desde planícies áridas na costa do Pacífico, aos picos nevados dos Andes e à floresta amazônica, características que proporcionam a este país diversos recursos naturais.

As principais atividades econômicas incluem a agricultura, a pesca, a exploração mineral e a manufatura de produtos têxteis. Após a sua independência em 1821, o Peru passou por períodos de alternância entre turbulência política e crise fiscal e estabilidade e crescimento econômico.

A população peruana, estimada em 31 milhões, é de origem multiétnica com um alto grau de mestiçagem, incluindo ameríndios, europeus, africanos e asiáticos. O país é considerado uma nação em desenvolvimento com um nível de pobreza de 34%. O idioma oficial é principalmente o castelhano, ainda que um número significativo de peruanos fale quíchua e outras línguas nativas. A mistura de tradições culturais produziu uma diversidade de expressões nas artes, na culinária, na literatura e na música.



 ver · editar Artigos selecionados

O Sendero Luminoso (espanhol para "sendeiro luminoso" ou "caminho iluminado") é uma organização de inspiração maoísta fundada na década de 1960 pelos corpos discentes e docentes de universidades do Peru (especialmente da província de Ayacucho). É classificada por diversos países, incluindo os Estados Unidos e a União Europeia, como terrorista. Abimael Guzmán (professor de Filosofia da Universidade Nacional de San Cristóbal de Huamanga) é considerado seu fundador por excelência, e adota o codinome Presidente Gonzalo. A guerrilha foi quase considerada extinta no final da década de 1990, mas reapareceu na primeira década do século XXI.

O Sendero Luminoso é considerado o maior movimento terrorista do Peru, e está entre os dois maiores grupos de ação da América do Sul (ao lado das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, FARC), sendo inspirado no antifascismo contra o regime militar do país nos anos 60. O seu nome oficial é Partido Comunista do Peru - Sendero Luminoso (PCP-SL)- dado que existiram diversos partidos denominados Partido Comunista do Peru, e o Sendero Luminoso foi um dentre tantos outros, nascido de uma divisão interna do Partido Comunista do Peru - Bandera Roja. O seu objetivo era o de superar as instituições burguesas peruanas por meio de um regime revolucionário e comunista de base camponesa, utilizando-se do conceito maoísta de Nova Democracia. Desde a captura de seu líder, Abimael Guzmán em 12 de setembro de 1992, o Sendero Luminoso teve apenas atuações esporádicas. A ideologia e as táticas do Sendero Luminoso influenciaram outros grupos insurgentes de caráter maoísta como o Partido Comunista do Nepal e outras organizações relacionadas ao movimento revolucionário internacional.


 ver · editar Biografia selecionada

Keiko Sofía Fujimori Higuchi (Lima, 25 de maio de 1975) é uma política e administradora de empresas peruana. Keiko é a filha primogênita do ex-ditador Alberto Fujimori e de Susana Higuchi, ex-congressista. Depois de terminar o ensino secundário, mudou-se para os Estados Unidos e começou a estudar administração de empresas na Universidade Estadual de Nova Iorque em Stony Brook. Em meio a separação de seus pais, Keiko voltou ao Peru e tornou-se, em agosto de 1994, a primeira-dama do país. Nesta posição, acompanhou o seu pai em viagens e compromissos oficiais.

Keiko voltou aos EUA e passou a estudar na Universidade de Boston, onde, em 1997, recebeu o título de bacharel de artes em administração de empresas. Nos anos seguintes, conseguiu cumprir seus afazeres como primeira-dama. Em novembro de 2000, seu pai renunciou à presidência devido a um escândalo de corrupção e exilou-se no Japão.

Após uma comissão que investigou sua família por denúncias de corrupção ter chegado ao seu fim sem a indiciar, mudou-se para Nova Iorque com a intenção de voltar a estudar. Neste período, tornou-se sócia de uma empresa e conheceu seu futuro marido, Mark Vito Villanella, com quem casou-se em 2004. Depois de seu pai ser preso no Chile, Keiko voltou ao Peru para defender seu legado e concorrer ao Congresso nas eleições gerais de 2006. Ela acabou sendo eleita a congressista mais votada da história do país, com mais de seiscentos mil votos, um recorde que prevalece até os dias atuais. (leia mais...)

 ver · editar Imagem selecionada
A praça principal de Abancay, capital da região de Apurímac.


 ver · editar Sabia que?
Lago Titicaca
Lago Titicaca
...que o lago Titicaca é o segundo maior da América do Sul e o mais alto lago navegável?
...que existem no Peru 10 sítios declarados patrimônio mundial da Unesco?
...que La Rinconada, situada na região de Puno, é considerada a cidade mais alta do mundo?
 ver · editar Predefinições
 ver · editar WikiProjetos
 ver · editar Categorias
 ver · editar Mapa
 ver · editar Como colaborar
Colabore!
Colabore!

Agradecemos o seu interesse por ampliar e melhorar os artigos relacionados com o Peru na Wikipédia! Abaixo algumas coisas que esperam a sua colaboração.

 ver · editar Portais
 ver · editar Associados Wikimedia
Peru no Commons Peru no Commons
Imagens e mídia
Peru no Wikcionário Peru no Wikcionário
Definições
Peru no Wikilivros Peru no Wikilivros
Livros didáticos e manuais
Peru no Wikinotícias Peru no Wikinotícias
Notícias
Peru no Wikiquote Peru no Wikiquote
Citações
Peru no Wikisource Peru no Wikisource
Biblioteca
Peru na Wikiversidade Peru na Wikiversidade
Recursos de aprendizado
ver    

Recarregar