Claudinei da Silva

velocista brasileiro
(Redirecionado de Claudinei Quirino)
Claudinei Quirino
Informações pessoais
Nome completo Claudinei Quirino da Silva
Modalidade Atletismo (200 m rasos e 4x100 m)
Nascimento 19 de novembro de 1970 (50 anos)
Lençóis Paulista,  São Paulo
Nacionalidade  Brasil
Medalhas
Jogos Olímpicos
Prata Sydney 2000 4 x 100 metros rasos
Campeonatos Mundiais
Prata Sevilla 1999 200 metros rasos
Bronze Atenas 1997 200 metros rasos
Bronze Sevilla 1999 4 x 100 metros rasos
Jogos Pan-Americanos
Ouro Winnipeg 1999 200 metros rasos
Ouro Santo Domingo 2003 4 x 100 metros rasos

Claudinei Quirino da Silva (Lençóis Paulista, 19 de novembro de 1970) é um ex-atleta brasileiro.[1]

Claudinei foi criado em um orfanato até os 17 anos, e com severas restrições financeiras, sociais e educacionais, encontrou no esporte um estímulo para acreditar nos seus potenciais e buscar um futuro mais digno. Após completar a maioridade passou a trabalhar em lanchonete de um posto de gasolina, ao treinar com um amigo de trabalho foi descoberto por um técnico de atletismo, aos 21 anos. Claudinei sempre deixou claro que graças ao esporte cresceu na vida e continuou os estudos. Na sua primeira competição foi convidado a mudar-se para Salto em São Paulo e posteriormente para Presidente Prudente, onde começou a se destacar. Claudinei tornou-se um dos maiores corredores brasileiros, após vários problemas financeiros e físicos. Disputou provas de corridas de diversas distâncias como de 100, 200, 400 metros e 4x100m rasos. Conquistou recordes sul-americanos nas provas de 200 metros, com o tempo de 19s89, e no revezamento 4x100m, com 37s90.

No Campeonato Mundial de Atletismo de Atenas, em 1997, Claudinei Quirino conquistou a medalha de bronze nos 200 metros, com 20s26; em 1999, em Sevilla, na Espanha conquistou a prata nos 200 metros, com 20 segundos e o bronze nos 4x100m.

No Jogos Pan-Americanos de Winnipeg 1999, ganhou o ouro na prova de 200 metros e no revesamento 4x100m. Ainda em 1999 ganhou ouro na etapa final do Grand Prix da IAAF, em 1999, em Munique na Alemanha na prova de 200 metros, com 19s89.

Nos Jogos Olímpicos de Sidney 2000, conquistou a medalha de prata no revezamento 4x100m, com o tempo de 37s90. Quirino fazia parte do quarteto Edson Luciano, André Domingos e Vicente Lenílson. A medalha de ouro foi para a equipe dos Estados Unidos. Posteriormente, em 2008, o corredor Tim Montgomery, que participou deste revezamento, confessou o uso de doping, o que deveria anular o ouro dos EUA e transferi-lo para o Brasil, mas até hoje o COI não deu ganho de causa ao Brasil. [2]

Em 2003, nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, ganhou a ouro no 4x100m com o quarteto campeão de Sidney, após a confirmação do doping do americano Mickey Grimmes, integrante do quarteto que chegou primeiro ao final da prova [1]. Em 2005, Claudinei foi convidado para integrar a equipe de Bobsled brasileira, como atleta reserva do trenó de 4, competiu nas Olimpíadas de Inverno de Turim, em 2006. Após essa participação, Claudinei Qurino encerrou sua carreira no esporte competitivo.[3]

Em janeiro de 2017, Quirino assumiu a Secretaria Municipal de Esporte de Presidente Prudente (Semepp), na qual coordena, planeja e implementa as políticas municipais concernente à área de esporte, de modo a estimular, divulgar e apoiar a prática desportiva e recreativa junto à comunidade prudentina.[4][5]

Principais resultadosEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. Perfil na IAAF
  2. COB não medirá esforços em defesa dos corredores brasileiros
  3. «Claudinei Quirino | Atletx». www.atletx.com.br. Consultado em 18 de dezembro de 2019 
  4. CUSTÓDIO, Valmir. «Claudinei Quirino revela desafios em gestão como secretário de Prudente». globoesporte.com. Globo Esporte - TV Fronteira. Consultado em 19 de dezembro de 2019 
  5. «Esporte - Município de Presidente Prudente». www.presidenteprudente.sp.gov.br. Consultado em 19 de dezembro de 2019 

Ligações externasEditar

 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Claudinei Quirino