Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde novembro de 2015). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


O Clube Atlético Monte Alegre foi um clube brasileiro de futebol da cidade de Telêmaco Borba, no estado do Paraná.

Clube Atlético Monte Alegre
CAMA.gif
Nome Clube Atlético Monte Alegre
Fundação 1º de maio de 1946
Estádio Dr. Horácio Klabin, Telêmaco Borba
Capacidade 5.000
editar

História e ConquistasEditar

A origem do clube esta ligado ao Klabin Esporte Clube, proveniente dos funcionários da indústria de papel de mesmo nome. O Klabin tinha sua sede em Harmonia. Como forma de homenagear e divulgar o local, pois a sede da empresa esta localizada na fazendo Monte Alegre, o clube passou a ter a nova denominação de Clube Atlético Monte Alegre (C.A.M.A.) sendo oficializado em 1º de maio de 1946.

Mesmo já oficializado como CAMA a equipe continuou utilizando o antigo nome (Klabin E.C.) por mais algum tempo. As cores do novo clube são uma homenagem do Sport Club Corinthians Paulista, sendo a branca e a preta. A primeira vez que o CAMA utiliza o novo uniforme é em 25 de abril de 1948, no jogo contra o Vasco da Gama de Ponta Grossa onde ganhou o jogo por 5x2. A mascote do time era a Pantera Negra, devido as cores do time.

O estádio de Harmonia passa a ser denominado de “Estádio Dr. Horácio Klabin” com capacidade de 12.000 espectadores e foi inaugurado em 10 de abril de 1949 com o jogo entre os convidados: Clube Atlético Paranaense e Sport Club Corinthians Paulista com o resultado final de 3x3. Com o passar dos anos o estádio ganhou o apelido de “Cemitério dos Líderes”, pois as equipes da capital tinham o hábito de perder para o dono da casa neste local.

Durante os seus primeiros anos de vida, a equipe se dedicou ao futebol amador. Em 15 de novembro de 1949 realizou a sua primeira partida contra uma equipe profissional, contra o Ferroviário de Curitiba, que venceu por 6 a 3.

Em 1951, a equipe solicitou a sua inscrição no campeonato paranaense e realizou sua primeira partida oficial no dia 13 de maio contra o Palestra Itália em Curitiba e perdeu por 2 a 1. Nesta sua primeira temporada a equipe ficou no bloco intermediário, vencendo 7 partidas e perdendo 9 sem empatar nenhum jogo. Marcou e sofreu o mesmo número de gols: 31.

Em 1952 o CAMA ficou em 4º lugar no estadual e fez o artilheiro, com Taico, que balançou as redes por 20 vezes.

Em 1953 ficou em sexto, e em 1954, entre os últimos, mas com o artilheiro do certame, novamente Taíco, desta vez marcando 22 gols.

Em 1955 ocorreu o maior triunfo do clube e também de qualquer clube do interior do Paraná, até então, pois o CAMA é considerado o primeiro vencedor do campeonato estadual fora da capital.

A conquista de 1955 veio na decisão com o Ferroviário de Curitiba em três partidas. Para conquistar o título a equipe disputou 28 partidas, com 18 vitórias, 4 empates e 6 derrotas. Marcou 79 gols e sofreu 41 gols.

Sob o comando do técnico Ruy Castro dos Santos,[1] popularmente chamado de “Motorzinho”, o CAMA foi o vencedor dos dois primeiros turnos e decidiu com o Clube Atlético Ferroviário, vencedor do terceiro turno, numa melhor de três.

O primeiro duelo aconteceu no estádio Durival de Brito, em 8 de abril de 1956, jogo que terminou em 2 a 2. O segundo confronto foi em casa, no dia 15 de abril de 1956, onde o Pantera Negra suplantou o adversário, inapelavelmente, por 3 a 1. A terceira e decisiva partida aconteceu no dia 22 de abril de 1956, no estádio Joaquim Américo, onde o CAMA venceu pelo placar de 1 a 0, com gol de Nelson.

Em 1957, alegando dificuldades financeiras para se manter no futebol profissional, a equipe solicitou o seu licenciamento do campeonato. Tentou em 1965 e 1967 retornar aos campeonatos profissionais, mas não obteve permissão da Federação Paranaense de Futebol.

O CAMA ainda foi bicampeão da Taça Paraná de futebol amador na década de 1960.

TítulosEditar

Ranking (1ª Divisão) do Campeonato ParanaenseEditar

  • Posição – 27º
  • Pontuação – 54

FonteEditar

  • Informativo do C.A.M.A. Telêmaco Borba, Edição n° 2, Maio/2006
  • Ranking acessado em agosto de 2009.

Referências

  1. O técnico Motorzinho Círculo Atleticano
   Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.