Clyde Tombaugh

astrônomo dos Estados Unidos
Clyde Tombaugh
Nascimento 4 de fevereiro de 1906
Streator
Morte 17 de janeiro de 1997 (90 anos)
Las Cruces
Nacionalidade estadunidense
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade do Kansas, Universidade do Norte do Arizona, Universidade Estadual do Kansas
Ocupação astrônomo, professor universitário
Prêmios Medalha Jackson-Gwilt (1931), Medalha Rittenhouse (1990)
Empregador Universidade da Califórnia em Los Angeles
Religião Unitário-Universalismo
Campo(s) astronomia

Clyde Tombaugh (Streator, 4 de fevereiro de 1906Las Cruces, 17 de janeiro de 1997)[1] foi um astrônomo estado-unidense, responsável pela descoberta do planeta anão Plutão, em 1930.

BiografiaEditar

Clyde nasceu em 4 de fevereiro de 1906 em Streator, Illinois. Ainda criança, mudou-se junto de sua família para Kansas, passando a viver em uma fazenda, mas não tinha vocação para trabalho no campo.[1] Iniciou suas observações espaciais à partir de telescópios que ele mesmo criava com sucatas de equipamentos agrícolas da fazenda onde ele trabalhava.[2]

Após entrar em contato com o Observatório Lowell para pedir sugestões sobre como montar telescópios melhores, e mostrar seus desenhos de Marte e Júpiter, Vesto M. Slipher, diretor do observatório, o contratou, e foi trabalhando para eles que em 13 de março de 1930 anunciou a descoberta do planeta anão Plutão, descoberta que o tornou célebre.[2] Também descobriu diversos asteroides e apelou para a pesquisa científica séria de objetos voadores não identificados, além da descoberta de 30 mil galáxias.[3]

MorteEditar

Clyde Tombaugh morreu numa sexta-feira, 17 de janeiro de 1997. Sofria de insuficiência cardíaca congestiva e estava a usar oxigênio nos últimos anos de vida. Uma parcela de suas cinzas está a bordo da sonda espacial New Horizons, que busca informações detalhadas de Plutão e os confins do Sistema Solar.[4] Um recipiente contento suas cinzas esta preso ao teto da sonda, contendo a seguinte inscrição:

“Aqui dentro estão os restos do americano Clyde W. Tombaugh, descobridor de Plutão e da ‘terceira zona’ do sistema solar, filho de Adelle e Muron, marido de Patricia, pai de Annette e Alden, astrônomo, professor, piadista, e amigo: Clyde W. Tombaugh (1906-1997).”[2]

Referências

  1. a b «O descobridor de Plutão». UFSC Planetário. Consultado em 4 de julho de 2020 
  2. a b c «Cinzas de astrônomo que descobriu Plutão estão a bordo da sonda New Horizons». Exame. Consultado em 4 de julho de 2020 
  3. «Frieza da mídia e os contemporâneos de Plutão». Observatório da Imprensa. Consultado em 4 de julho de 2020 
  4. Cinzas de astrônomo que descobriu Plutão estão a bordo da sonda New Horizons (em inglês)
  Este artigo sobre um astrônomo/astrónomo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.