Concordia Merrel

Concordia Merrel, pseudônimo de Mary Phyllis Joan Morton (1886 – 1963), nascida Logan, foi uma escritora e modelo fotográfico inglesa do início do século XX.

Concordia Merrel
Mary Phyllis Joan (Logan) Morton
Autor e atriz Concordia Merrel (1886-1962) como Rosamond, 1908
Pseudônimo(s) Concordia Merrel
Nascimento 1886
Inglaterra
Morte 1963
Nacionalidade Reino Unido britânica
Ocupação escritora, modelo fotográfico
Magnum opus Julia Takes Her Chance (1921)
Adam – and some Eves (1931)

BiografiaEditar

Mary Phyllis Joan Logan[1] era filha de Thomas Tweddle Logan (1855-1936) e Beatrice Maud Pattenden (1860-). Era modelo fotográfico e fez muitas propagandas, inclusive foi a "Garota Kodak 1910", a “original garota Kodak, de vestido listrado”, trabalhando para a empresa por muitos anos.

Foi casada com o ator Franklyn Dyall[2] (1874-1950), com o qual teve o filho Valentine Dyall[3] (1908-1985), famoso por ser o “homem de preto” no rádio, e que é pai do estilista Christian Dyall.

Posteriormente, Mary foi casada com Cavendish Morton (1876-1939), fotógrafo, ator e diretor de arte nascido nos Estados Unidos de pais ingleses. Mary viveu com Cavendish na Ilha de Wight, e teve com ele dois filhos, os gêmeos Concord (1911) e Cavendish (Cavie) Morton (1911), este também artista plástico. Mary foi modelo de muitos trabalhos fotográficos do marido.[4]

Obras de Concordia Merrel no BrasilEditar

Notas e referênciasEditar

Referências bibliográficasEditar