Abrir menu principal

O Condado de Ampúrias foi um condado medieval centrado na cidade homônima e cobria a região catalã de Peralada. Corresponde à atual comarca de Alt Empordà, a leste de Gerunda.

Depois de os francos conquistarem a região, em 785, Ampúrias e Peralada estavam sob a autoridade do Condado de Gerunda. Por volta de 813, Ampúrias, com Peralada, tornou-se um condado independente sob Ermengário. Ele e os outros primeiros condes eram provavelmente godos. Em 817, Ampúrias foi unido ao Condado de Rossilhão. A partir de então, até 989, Ampúrias esteve ligado a Rossilhão. De 835 a 844, Suniário I governou Ampúrias e Peralada, enquanto que Alarico I governou Rossilhão e Vallespir.

À morte de Gausfredo I, em 989, Rossilhão e Ampúrias foram separados. O filho mais velho de Gausfredo, Hugo I, recebeu Ampúrias, enquanto que Giselberto I recebeu Rossilhão. A dinastia condal de Hugo durou até 1322, quando Ampúrias passou para um ramo colateral de sua família. O último conde, Hugo VI, vendeu o condado para Pedro I, em 1325, em troca do baronato de Pego, a vila de Xaló e por Laguar (todos em Valência). Pedro depois trocou-o com Raimundo Berengário pelo condado de Prades, em 1341. A partir de então, Ampúrias se tornou infantado da Coroa de Aragão.

Índice

Lista de condesEditar

Condes beneficiadosEditar

BelônidasEditar

 
Hugo IV de Ampúrias e Pero Maça, senhor de Sangarrén, durante a batalha contra os mouros em Maiorca, por volta de 1229.

Casa de CardonaEditar

Domínio Real'Editar

Em 1325, Jaime II obteve o título condal de Hugo VI e o cedeu para seu filho Pedro IV de Ribagorza. Este, por sua vez, trocou com seu irmão Raimundo Berengário pelo condado de Prades.

Casa de BarcelonaEditar

Casa de TrastâmaraEditar

Em 13 de janeiro de 1436, Afonso V deu o título a seu irmão, Henrique de Aragão. A partir de então, até os dias de hoje, o título tem sido mantido por seus descendentes.

  Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.