Abrir menu principal

Convite para Ouvir Maysa

(Redirecionado de Convite para ouvir Maysa)


Convite para ouvir Maysa
Álbum de estúdio de Maysa
Lançamento 1956
Gênero(s) Samba-canção
Idioma(s) Português
Gravadora(s) RGE
Produção Roberto Côrte-Real
Cronologia de Maysa
Maysa
(1957)

Convite para Ouvir Maysa é o álbum de estreia gravado pela cantora brasileira Maysa. Em 1998 a gravadora RGE relança o álbum em CD, que incluía "Ouça", "O Quê", "Voltei" e "Vem Comigo", músicas dos próximos álbuns. Em 2006 a Som Livre lançou um CD da coleção RGE Clássicos contendo este e o segundo álbum da cantora.

Tudo começou em 1956, quando Alcebíades Monjardim, pai de Maysa, convidou Zezinho e Côrte-Real, após uma noitada na boate Oásis, para passar em sua casa e escutar sua filha cantar. Admirado com o talento da moça, Côrte-Real, que havia apresentado o cantor Roberto Carlos mais tarde ao Brasil, a propôs a gravar um disco. O álbum que seria gravado após o nascimento do filho de Maysa, por exigência de André Matarazzo, seu marido, não apresentaria na capa a foto dela. No lugar apareciam orquídeas orvalhadas sobre um cartão com o “Convite Para Ouvir Maysa”. Outra exigência de André era que Maysa não se apresentasse como cantora profissional e que todos os lucros que o álbum rendesse fossem doados ao Hospital do Câncer. Tudo isso por que naquela época cantoras de rádio não eram bem vistas pela sociedade e André não queria que o nome da sua família sujasse-se.[1]

O Convite Para Ouvir Maysa traz oito samba-canções, todos compostos por Maysa. “Adeus”, inclusive, foi composta quando ela tinha apenas 12 anos de idade. “Marcada”, a primeira música do álbum, introduz o pessimismo, uma característica que aparece com freqüência em canções de toda a sua carreira. “Tarde Triste” e a autobiográfica “Resposta” tornaram-se sucessos da cantora. Os arranjos do disco foram feitos pelo maestro Rafael Puglielli.

As canções “Adeus” e “Resposta” também foram lançadas em um disco 78 rpm no ano seguinte. Também em 1957, “Tarde Triste” apareceria junto com “Se Todos Fossem Iguais A Você” e “Não Vou Querer” acompanhada por “Felicidade Infeliz” em outros 78rpm. Quatro anos mais tarde a triste “Rindo de Mim” foi incluída no compacto duplo Adorável Maysa, junto com outras três canções da época.

FaixasEditar

N.º Título Duração
1. "Marcada"   3:18
2. "Não Vou Querer"   2:58
3. "Agonia"   2:33
4. "Quando Vem A Saudade"   2:25
5. "Tarde Triste"   3:07
6. "Resposta"   3:20
7. "Rindo de Mim"   3:10
8. "Adeus"   3:14

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um álbum de Maysa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.