Abrir menu principal

Coroa do Príncipe da Transilvânia

Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde junho de 2017). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Coroa de Estevão Bocsai, Príncipe da Transilvânia
A Transilvânia (em amarelo) no mapa da Romênia.

A Coroa do Príncipe Herdeiro da Transilvânia, ou Coroa de Estêvão Bocskai outra forma como também é conhecida, é datada de 1605. Foi desenvolvida por ourives otomanos, na Pérsia, à época do Principado da Transilvânia.[carece de fontes?]

HistóriaEditar

A peça foi um presente dos governantes otomanos a Estevão, como forma de demostrar sua gratidão pelo seu auxílio na luta contra os Habsburgos na Hungria Real no ano de 1604.

Estêvão Bocskai viveu de 1 de Janeiro de 1557 até 29 de Dezembro de 1606.

Com a sua morte a coroa foi envida, em 1609, a Áustria.

RecursosEditar

Estilo: otomano com influência bizantina.

Forma: modelo do tipo Camelauco.

Material: ouro, pedras preciosos e pérolas.

ConservaçãoEditar

A peça é atualmente exibida na Câmara do Tesouro do Palácio Imperial de Hofburg, na capital austríaca.

Ver tambémEditar