Cronostratigrafia

estudo da idade das rochas segundo seu tempo relativo de formação

A cronostratigrafia é o ramo da estratigrafia que estuda a idade dos estratos rochosos em relação ao tempo. O termo geralmente é restrito a processos relacionados à deposição nos quais as propriedades de superposição estão presentes e, portanto, o registro histórico detalhado é acessível.[1] Envolve o desenvolvimento de unidades e hierarquias cronoestratigráficas formalmente nomeadas e definidas, que compreendem o ICS, bem como classificações cronoestratigráficas regionais.[2] Na Terra, a cronostratigrafia começa efetivamente no Arqueano, ca. 3.8 Ma, quando um registro estratal começa.[3][4]

UnidadesEditar

Unidades cronoestratigráficas, com exemplos:[5][6]

Referências

  1. «Geology Glossary - Definitions of geological terminology». www.scientificpsychic.com. Consultado em 1 de novembro de 2019 
  2. Lucas, Spencer G. (2018). «The GSSP Method of Chronostratigraphy: A Critical Review». Frontiers in Earth Science (em English). 6. ISSN 2296-6463. doi:10.3389/feart.2018.00191 
  3. «GSA Today - Chronostratigraphy and geochronology: A proposed realignment». www.geosociety.org. Consultado em 1 de novembro de 2019 
  4. Heckert, A. B.; Lucas, S. G. (1 de janeiro de 2004). «Simplifying the stratigraphy of time: Comments and ReplyCOMMENT». Geology (em inglês). 32 (1): e58–e58. ISSN 0091-7613. doi:10.1130/0091-7613-32.1.e58 
  5. Juia A. Jackson, ed. (1997). Glossary of Geology 4th ed. Alexandria, VI: American Geological Institute. ISBN 978-0-922152-34-6 
  6. Sissingh, Wim (2012). Rocky Roads from Firenze: History of Geological Time and Change 1650-1900. Utrecht University: Utrecht University, Faculty of Geosciences. p. 62. ISBN 978-90-6266-305-7 
  Este artigo sobre geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.