Abrir menu principal
Cv Jaceguai
JaceguaiNatal2009.jpg
Carreira Coat of arms of the Brazilian Navy.svg
Operador Brasil Marinha do Brasil
Fabricante Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, Brasil
Construção 15 de outubro de 1984
Lançamento 8 de junho de 1987
Comissionamento 2 de abril de 1991
Estado Em serviço
Características gerais
Tipo de navio Corveta
Classe Classe Inhaúma
Tonelagem 1 970 plena carga
Largura 11,40 m
Comprimento 95,77 m
Calado 5,3 m
Propulsão CODOG (Combined Diesel or Gas) com 1 turbina a gás GE LM 2500 de 27.490 shp; 2 motores diesel MTU 16V956 TB91 de 3.940 bhp cada
Velocidade 27 nós (50 km/h)
Armamento 1 canhão Vickers Mk 8 de 4.5 polegadas/55 calibres (114mm); 2 canhões Bofors L/70 de 40 mm, em dois reparos singelos; 4 lançadores de mísseis superfície-superfície MM 40 Exocet e 2 lançadores triplos Mk 32 de torpedos A/S de 324mm.
Aeronaves 1 helicóptero Westland AH-11A Super Lynx
Equipamentos especializados 1 radar de busca combinada tipo Plessey AWS-4 com IFF; 1 radar de navegação Decca TM-1226; agulhas giroscópicas Sperry Mk-29, 1 radar de direção de tiro Alenia Orion RTN-10XFA; 1 diretora eletro-ótica/laser Saab EOS 400; 2 alças óticas tipo OFDLSE; CME Racal Cygnus (substituído pelo IPqM ET/SLQ-1); MAGE Racal Cutlass B-1; 2 lançadores sêxtuplos de chaffs/flares Plessey Shield; sonar de casco Krupp-Atlas DSQS-21C.
Tripulação 133 oficiais e marinheiros

A Cv Jaceguai (V-31) é uma corveta da Classe Inhaúma, da Marinha do Brasil.

Segunda embarcação de sua Classe a ser construída no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ), foi originalmente batizada como Almirante Jaceguai, em homenagem ao Almirante Artur Silveira da Mota, o Barão de Jaceguai, herói da Guerra da Tríplice Aliança, a quem foi posteriormente atribuído o comando da Esquadra de Evoluções.

Autorizada em Novembro de 1981, o contrato para a sua construção foi assinado em 15 de Fevereiro de 1982. A sua quilha foi batida a 15 de Outubro de 1984, em cerimônia presidida pelo então Ministro da Marinha, Almirante-de-Esquadra Alfredo Karam. Foi finalmente lançada e batizada a 8 de Junho de 1987, em cerimônia presidida pelo então Ministro da Marinha, Almirante-de-Esquadra Henrique Sabóia, tendo como madrinha a Sra. Ruth Lair Rist Rademaker. Tendo realizado as provas de mar, foi submetida a Mostra de Armamento e incorporada a 2 de Abril de 1991.

Índice

OperaçõesEditar

Carinhosamente apelidada de "Gato Preto" pelos seus tripulantes, participou de diversas comissões entre as quais a:

  • FRATERNO XIV,
  • LAD/1999,
  • VENBRAS 2000,
  • TROPICALEX/APRESTEX 2000,
  • ADEREX-I/2000 e ADEREX-II/2005,
  • MISSILEX I e MISSILEX-II/2005,
  • MARACAJU-IV/2005,
  • ESCOLTEX-2005,
  • UNITAS XLVII/2005,
  • LEÃO II/2005,
  • ALCATREX-2005,
  • ASPIRANTEX-2006,
  • ADEREX-I/2006,
  • PASSEX MB/Marinha Nacional de França/2006,
  • ASPIRANTEX/2009,
  • ADEREX-I/2009,
  • ADEREX-II/2009,
  • SAR AIR FRANCE VOO 447 e
  • ADEREX-III/2009.

Após um período de manutenção de cerca de quatro anos, retornou em 2006 ao nível I de operação aérea (operação noturna), apta a operar de forma plena com as aeronaves homologadas para as embarcações de sua classe.

GaleriaEditar

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar