Águas Tenebrosas

filme de 1944 dirigido por André de Toth
(Redirecionado de Dark Waters)
Dark Waters
Águas Tenebrosas (PRT/BRA)
 Estados Unidos
1944 •  pb •  90 min 
Direção André De Toth
Produção Benedict Bogeaus
Roteiro Marian B. Cockrell (roteiro)
Joan Harrison (roteiro)
Arthur Horman (roteiro)
Francis M. Cockrell e Marian B. Cockrell (folhetim homônimo no The Saturday Evening Post)
Elenco Merle Oberon
Franchot Tone
Thomas Mitchell
Gênero filme de suspense
filme noir
Música Miklós Rózsa
Distribuição United Artists
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Águas Tenebrosas[1][2] (em inglês: Dark Waters) é um filme de suspense gótico noir estadunidense de 1944 dirigido por André De Toth. O roteiro de Marian B. Cockrell,Joan Harrison e Arthur T. Horman é baseado em romance homônimo de Francis e Marian Cockrell.

ElencoEditar

SinopseEditar

Leslie Calvin viajava de navio com seus pais durante a Segunda Guerra Mundial quando foram atacados por um submarino alemão. Leslie sobrevive mas fica órfã e acorda num hospital da Louisiana, ainda bastante abalada com a tragédia. Ela escreve para uns tios em Nova Iorque que não conhece mas descobre que eles se mudaram para uma plantação próxima do local em que está. Segue de trem até a estação local mas ninguém aparece para recebê-la. Sentindo-se desamparada, acaba desmaiando e é socorrida pelo médico Dr. George Grover. Ela quer ir embora mas o médico a convence a seguir até a plantação que fica em meio a um pântano, sendo recebida pelos tios e dois hóspedes estranhos, o senhor Sydney e Cleeve. Leslie começa a ouvir vozes e ruídos inquietantes durante a noite e pensa estar ficando louca até que descobre um plano sinistro que ameaça sua vida.

RecepçãoEditar

O crítico da Revista Slant, Glenn Heath Jr., gostou do filme e escreveu: "Narrativa ditada em Dark Waters de Andre de Toth , um quebra-cabeças alucinatório nas profundezas dos pântanos da Louisiana na década de 1940 que se tornam um perfeito cenário para escuridão sombria e jogo de palavras dissimuladas ... Dark Waters termina com múltiplos cadáveres afundando no pântano e Leslie diretamente confrontada com o que um personagem chama de "complexo de persuasão". A bravura final através do lamaçal é um espanto, e apesar de algum romance superficial e sentimentos um pouco forçados, o filme se mantém fiel ao seu modo misticamente sombrio, um primo distante de I Walked with a Zombie de Tourneur [3].

  A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. Águas Tenebrosas no CinePlayers (Brasil)
  2. Águas Tenebrosas (em português) no CineCartaz (Portugal)
  3. Heath Jr., Glenn, Revista Slant, resenha do filme, 28 de janeiro de 2011. Acessado em 4 de julho de 2013
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.