Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A datação radiométrica ou datação radioativa é a determinação da idade de um objeto a partir das substâncias radioativas nele contidas e dos produtos do decaimento radioativo.[1] Este processo de datação baseia-se na tendência que certos átomos de elementos químicos demonstram para emitirem partículas e radiação a partir dos seus núcleos instáveis, esta emissão designa-se por radioactividade.

Quando um núcleo radiactivo se desintegra, os produtos formados podem ser instáveis, desintegrando-se posteriormente até encontrar um equilíbrio. A transformação nuclear designa-se decaimento radioactivo.

Tabela dos radioisótopos mais utilizados
Isótopo-pai Isótopo-filho Meia-vida (anos) Materiais datados
Urânio (U-238) Chumbo (Pb-206) 4,5*10^9 Zircão
Urânio (U-235) Chumbo (Pb-207) 0,7*10^9 Zircão
Potássio (K-40) Árgon (Ar-40) 1,4*10^9 Biotita, moscovita, rochas vulcânicas
Carbono-14 (C-14) Azoto (N-14) 5730 Conchas, calcários, materiais orgânicos

Os núcleos atómicos instáveis, vão ter então tendência a decair, transformando-se em núcleos diferentes mais estáveis. Ao tempo necessário para que metade dos núcleos iniciais de um determinado elemento se transformem noutros mais estáveis chama-se período de semi-transformação e representa-se por um T maiúsculo com 1/2 em índice.

Cada elemento tem um tempo de semi-transformação próprio. Para um dado elemento, considerando um dado intervalo de tempo, quanto maior for a quantidade de núcleos iniciais presentes, maior será a quantidade de núcleos que sofrerão desintegração radioactiva.

N = No * e ^(l*t) em que N é o número de núcleos A no instante t, No é o número de núcleos A iniciais no instante t = 0, l é a constante de decaimento que depende do tipo de núcleo, t é o instante t.

Uma das unidades de actividade radioactiva mais usadas é o Curie (Ci) em honra a Marie Curie. 1 Ci corresponde a 3.7 * 10 ^10 becquerel (desintegrações por segundo).

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Compendium of Chemical Terminology» (pdf) (em inglês). International Union of Pure and Applied Chemistry. 19 de agosto de 2012. p. 1237. Consultado em 14 de fevereiro de 2019 
  Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.